Você poderá alterar sua localização a qualquer momento clicando aqui.
Ocultar   |   Alterar cidade
Você está vendo conteúdo de Curitiba e região.
Ocultar   |   Alterar cidade

Polícia Civil divulga como elucidou feminicídio e prendeu acusado em Foz do Iguaçu

Homem de 44 anos está preso na 6ª SDP (Foto: Polícia Civil) - Polícia Civil divulga como elucidou feminicídio e prendeu acusado
Homem de 44 anos está preso na 6ª SDP (Foto: Polícia Civil)

A Polícia Civil divulgou detalhes de como ocorreu a prisão de Dorcivaldo Moreira da Silva, 44 anos, acusado de espancar a companheira até a morte em Foz do Iguaçu. O corpo da mulher foi encontrado na madrugada dessa sexta-feira (28), no cruzamento das ruas Capibaribe e Tibagi.

Ele foi preso em flagrante, acusado de feminicídio. Segundo a Polícia Civil, a identificação de Silva se deu pelo trabalho do investigador de plantão, que localizou o corpo de Margarida Estela dos Santos perto de um barracão de reciclagem, com vários cortes no rosto.

Havia pegadas de sangue entre o corpo da vítima e uma porta de acesso ao barracão, que dava para uma sala trancada com correntes, onde estava o acusado. Ele apresentava sinais de embriaguez e tinha duas calças com manchas de sangue próximas. Silva mantinha um relacionamento com Margarida, com brigas frequentes entre os dois.

Segundo o delegado Carlos Eduardo Pezzette Loro, o rápido esclarecimento do crime se deu devido ao ótimo trabalho realizado pelo investigador plantonista no local do crime, que mesmo sem testemunhas presenciais, conseguiu angariar elementos suficientes para a prisão em flagrante.

O homem está detido provisoriamente na 6ª Subdivisão Policial de Foz do Iguaçu.