Você poderá alterar sua localização a qualquer momento clicando aqui.
Ocultar   |   Alterar cidade
Você está vendo conteúdo de Curitiba e região.
Ocultar   |   Alterar cidade

Polícia desencadeia operação no Condomínio Serra do Mar

Polícia desencadeia operação no Condomínio Serra do Mar

A Polícia Civil desencadeou na manhã desta quinta-feira (9) uma operação policial no Condomínio Serra do Mar, em São José dos Pinhais. Ao todo foram expedidos 14 mandados de busca e apreensão, dos quais seis alvos já estavam presos, além de 6 mandados de busca e apreensão.

Cerca de 100 policiais participaram da ação que iniciou às 6 horas. Toda a área no entorno do condomínio foi isolada e todos foram revistados.

De acordo com a polícia o grupo criminoso alvo da ação é considerado bastante perigoso e apontado como responsável por crimes de tráfico e homicídios dentro e fora do Serra do Mar.

A polícia revelou ainda que as investigações tiveram duração e dois anos, e que o grupo chegava a expulsar moradores que estivessem inadimplentes com as taxas do condomínio e água e luz.

A operação foi intitulada “Benção Tio” em referência a Paulo Monteiro, conhecido como “Tio” e responsável por mais de 10 crimes de morte e apontado como o chefe da organização criminosa. Tio já tem condenação de mais de 80 anos e cumpre pena na Penitenciária Estadual de Piraquara II. Ainda segundo a polícia, tudo que acontecia no condomínio, precisava de autorização de Paulo Monteiro, que mesmo preso, seguia comandando o esquema criminoso.

No dia 27 de julho deste ano, o cumprimento de um mandado de busca e apreensão realizada na cela de Tio na PEP II, apreendeu um telefone celular e dois chips, usados por ele para se comunicar com os comparsas.

Serra ‘do mal’

Por conta da quantidade de crimes de homicídio e de tráfico de drogas registrados no Condomínio, o local ficou conhecido como Serra do Mal.

Ao todo o condomínio é composto por 594 moradias entre apartamentos e casas, foi inaugurado em 2012 através do Programa Minha casa Minha Vida.

Colaboração Ricardo Pereira/Rede Massa