Você poderá alterar sua localização a qualquer momento clicando aqui.
Ocultar   |   Alterar cidade
Você está vendo conteúdo de Curitiba e região.
Ocultar   |   Alterar cidade

Polícia instaura inquérito para apurar causas de acidente na BR-277

(Foto: Colaboração) - Polícia instaura inquérito para apurar causas de acidente
(Foto: Colaboração)

A polícia já abriu o inquérito para investigar as causas do acidente envolvendo um caminhão, uma van e um carro na BR-277, em Morretes, na manhã desta quarta-feira (14). A colisão deixou uma criança morta e duas pessoas feridas gravemente. A suspeita é que o caminhão tenha ficado sem freio e provocado o acidente.

De acordo com o delegado responsável pelo caso, Antônio Cezar Pereira dos Santos, a polícia aguarda o boletim da Polícia Rodoviária Federal (PRF) para seguir com as investigações. “Vamos ver os vídeos que foram recolhidos do local e ouvir as testemunhas necessárias para entender o que aconteceu”, disse.

O motorista do caminhão segue internado e deve ser ouvido durante as investigações. “A suspeita é que o veículo tenha perdido o freio. Caso isso seja constatado, vamos apurar os motivos junto ao motorista”, salientou o delegado de Morretes. 

Em julho, no mesmo local, um gravíssimo acidente envolvendo um caminhão carregado com combustível e outros 12 veículos deixou seis pessoas mortas e oito feridas. Após a tragédia, o delegado conta que houve diversas reuniões entre a polícia, PRF e Ecovia, com o objetivo de reduzir o número de acidentes na região. “Ainda não sei quais ações práticas serão feitas, mas há intenção de colocar radares e realizar melhorias na estrada”, contou.

Santos ainda lembra que a maioria dos acidentes registrada no local, que marca o fim da Serra do Mar, envolve caminhões. “É importante, nesse trecho, acionar o freio motor e também realizar as manutenções e revisões necessárias antes de pegar a estrada”, orienta o delegado.

Vítima liberada

O garoto de 12 anos de idade que estava no caminhão recebeu alta do hospital nesta quinta-feira (15). O tio da criança, que conduzia o veículo, continua internado em estado grave na UTI do Hospital Regional de Paranaguá. O motorista da carreta envolvida no acidente também está internado em estado grave na UTI da unidade.

Colaboração Louise Fiala