Você poderá alterar sua localização a qualquer momento clicando aqui.
Ocultar   |   Alterar cidade
Você está vendo conteúdo de Curitiba e região.
Ocultar   |   Alterar cidade

Polícia investiga padrasto por estupro de menina de nove anos

A Polícia Civil instaurou um inquérito para apurar o possível estupro de uma menina de nove anos em Ponta Grossa. A investigação é chefiada pela delegada Ana Paula Cunha Carvalho, do Núcleo de Proteção à Criança e ao Adolescente Vítima de Crimes (Nucria), que apontou para o padrasto da vítima como o principal suspeito do crime. Em depoimento, a criança confirmou o estupro e disse que, em uma das situações, a mãe assistiu a tudo sem esboçar reação.

O estupro foi descoberto porque a menina não tinha mais controle das necessidades fisiológicas. Enquanto era limpada por uma professora na escola, revelou que sentia dores nas partes íntimas e contou para a diretora que o que havia acontecido. A escola levou o caso até a polícia para fazer a denúncia.

O inquérito já está em fase final – professores, Conselho Tutelar e criança já foram ouvidos e a polícia agora aguarda o depoimento dos suspeitos. O padrasto da menina tem 40 anos e já tem passagens na polícia por tráfico, furto e roubo. A mãe também pode ser indiciada por maus tratos e lesão corporal. A menina já foi retirada de casa e levada para um abrigo.

A identidade do preso e o local onde a família morava não foram revelados para não expor a vítima.