Você poderá alterar sua localização a qualquer momento clicando aqui.
Ocultar   |   Alterar cidade
Você está vendo conteúdo de Curitiba e região.
Ocultar   |   Alterar cidade

Polícia pode pedir prisão de mulher acusada de fingir câncer por dinheiro em Apucarana

Acusada chegou a viajar em helicóptero do BPMOA, onde marido trabalha (Foto: Divulgação) - PC pode pedir prisão de mulher acusada de fingir câncer por dinheiro
Acusada chegou a viajar em helicóptero do BPMOA, onde marido trabalha (Foto: Divulgação)

A Polícia Civil de Apucarana iria indiciar Nerileine Aguilar Miranda, acusada de fingir câncer para arrecadar dinheiro em promoções, nesta quarta-feira (9) por estelionato. Porém, a suspeita não apareceu para depor e agora o delegado José Aparecido Jacovós vai decidir se pede a prisão. 

Nerileine prestaria depoimento na delegacia, mas somente seu advogado apareceu e disse que a cliente deve apresentar esclarecimentos em breve. O delegado Jacovós vai decidir até o fim desta semana se pede a condução coercitiva da suspeita, o que a obrigaria a depor, ou já requisita sua prisão. 

Duas ex-amigas da jovem a denunciaram, alegando que ela mentiu sofrer de câncer para arrecadar dinheiro. Em duas promoções, a mulher juntou R$ 14 mil, mas não existem prontuários médicos nos hospitais supostamente frequentados por ela.

A suspeita chegou a ser transportada pelo helicóptero do Batalhão de Polícia Militar de Operações Aéreas, onde seu marido trabalha. Segundo a Polícia Civil, o homem prestou depoimento e contou que está separado desde quando descobriu o suposto golpe.

Ele alega que pensava realmente que a esposa estava doente e apresentou mensagens no celular, em que aparece perguntando sobre a saúda da mulher, fato que ainda sob investigação. 

Colaboração Fernando Rípoli e Rodrigo Carvalho da Rede Massa