Você poderá alterar sua localização a qualquer momento clicando aqui.
Ocultar   |   Alterar cidade
Você está vendo conteúdo de Curitiba e região.
Ocultar   |   Alterar cidade

Polícia prende chefes de quadrilha acusados de estelionato no Litoral

Policiais civis (PCPR) prenderam, nesta quinta-feira (13), no bairro Água Verde, em Curitiba, os chefes de uma quadrilha que aplicava o golpe da “falsa venda” de imóvel em Matinhos, no Litoral do Estado. Os suspeitos utilizavam documentos falsos para enganar as vítimas e consumar as vendas. Outros dois integrantes da mesma quadrilha já estão presos.

A transexual Luisa Zaza Fernandes da Conceição ((Claiton Luiz Fernandes da Conceição), 48 anos, e o companheiro dela, Sérgio José dos Santos, 48 anos, foram presos depois que policias do Centro de Operações Policiais Especiais (Cope) receberam uma denúncia que a dupla se preparava para fugir da capital.

Segundo o delegado Fábio Machado, o casal estava foragido desde que a Operação Terra Prometida foi deflagrada, na terça-feira (12). Há vários inquéritos instaurados contra eles. No momento da prisão a dupla estava em um prédio e se organizava para fugir. Com os estelionatários havia vários documentos, como procurações, contratos e compromissos de compra e venda assinados por vítimas que caíram no golpe. Eles colocaram a venda um imóvel que seria de uma construtora, que teria sido objeto de execução judicial e estaria registrado como propriedade da União Federal. O imóvel fica no Balneário Guaciara, em Matinhos.

O delegado disse que ainda estão tentando levantar o número de vítimas. Algumas pessoas já entraram em contato com a polícia, mas ele orienta que quem foi lesado deve procurar a delegacia de Matinhos, para ser ouvido pelos policiais. De acordo com o delegado, o dono da Geraldo Magela Imobiliária, que fica em Matinhos, Geraldo Magela Esmério continua foragido.

Informações Bruna Froehner/Rede Massa