Você poderá alterar sua localização a qualquer momento clicando aqui.
Ocultar   |   Alterar cidade
Você está vendo conteúdo de Curitiba e região.
Ocultar   |   Alterar cidade

PRE flagra veículo a quase 150 km por hora na PR-323

(Foto: Reprodução O Bemdito/PRE) - PRE flagra veículo a quase 150 km por hora na PR-323
(Foto: Reprodução O Bemdito/PRE)

A PR-323 carrega o triste título de Rodovia da Morte, porém, poderia ser chamada, sem ledo engano, de ‘Rodovia da Imprudência’. Na tarde de domingo (15), policiais rodoviários do posto da PRE de Iporã flagraram um veículo trafegando a 149 km por hora. No trecho a velocidade máxima permitida é de 110 km por hora. Uma infração grave, com pena de multa de R$ 195,23, mais cinco pontos na carteira.

O flagrante não é novidade. É rotina nos postos da Polícia Rodoviária Estadual que margeiam a estrada registros de motoristas em alta velocidade, fazendo ultrapassagens em locais proibidos e arriscando a própria vida e a de quem mais trafega por ali.

Além disso, a PR-323 tem vários pontos críticos, buracos, trechos sem acostamentos, além de trevos e cruzamentos muito perigosos.

O resultado de tamanha imprudência aliada à falta de infraestrutura adequada são altos índices de acidentes com vítimas, muitas fatais, que são registrados frequentemente na rodovia. Segundo a PRE, o número de acidentes graves com mortes tem aumentado na PR-323.

Importante corredor para o escoamento de produtos agrícolas e industrializados do Paraná, Mato Grosso do Sul e também do Paraguai, a PR-323 é diariamente cruzada por veículos leves e pesados de todo o Brasil.

Segundo informações dos Policiais Rodoviários do Posto de Iporã, o índice de imagens de abuso de velocidade tem aumentado e a fiscalização contínua tem surtido efeitos positivos. “O objetivo da multa não é simplesmente punir, mas educar os motoristas e promover um trânsito mais seguro para todos”, disse o policial de plantão.

O que diz o Código de Trânsito?

Com base no Art 218 do Código de Trânsito Brasileiro, há uma tabela que classifica esse tipo de infração. No texto a Lei determina que, transitar em velocidade superior à máxima permitida para o local, medida por instrumento ou equipamento hábil (radar fixo ou móvel), quando a velocidade for superior a máxima em até 20%, o motorista comete uma infração média, com penalidade de 4 pontos na carteira e multa de R$ 130,16. 

Quando a velocidade for superior à máxima em mais de 20% (vinte por cento) até 50% (cinquenta por cento), infração grave, 5 pontos na carteira e multa de R$ 195,23. Quando a velocidade for superior à máxima em mais de 50%, a infração é gravíssima, com penalidade de multa de R$ 880,41, suspensão imediata do direito de dirigir e apreensão do documento de habilitação.

Colaboração O Bemdito

Grupo do Massa News no WhatsApp

Receba as principais notícias do dia direto no seu celular.

  Entrar no grupo