Você poderá alterar sua localização a qualquer momento clicando aqui.
Ocultar   |   Alterar cidade
Você está vendo conteúdo de Curitiba e região.
Ocultar   |   Alterar cidade

Sanepar tenta identificar origem de alga que causou cheiro e gosto da água em Maringá

Problema existe, mas não causa risco à saúde (Foto: Divulgação) - Sanepar tenta achar origem de alga que alterou cheiro e gosto da água
Problema existe, mas não causa risco à saúde (Foto: Divulgação)

A Sanepar segue tentando identificar a origem das microalgas Oscillatoriales, que foram encontradas na água coletada no Rio Pirapó, causando cheiro e gosto estranhos. Os moradores de Maringá fizeram reclamações a respeito e pedem providências.

Por isso, nesta quarta-feira (8), técnicos da Sanepar e representantes da Polícia Ambiental, Instituto Ambiental do Paraná, Defesa Civil Estadual e Municipal, Corpo de Bombeiros e Secretaria Municipal do Meio Ambiente fazem um sobrevoo sobre a microbacia do Rio Pirapó.

Com a vista aérea, as equipes querem saber de onde vieram as microalgas. Entre o fim de 2013 e início de 2014, o mesmo problema foi detectado. Na ocasião, as microalgas tiveram origem no esvaziamento de tanques de peixe em uma propriedade rural de Sabáudia.

Esse gênero de microalga geralmente é encontrado nesses tanques e lagoas de piscicultura. Apesar do cheiro e gosto estranhos, a Sanepar destaca que não há risco à saúde humana. 

Colaboração Assessoria de Imprensa 

Grupo do Massa News no WhatsApp

Receba as principais notícias do dia direto no seu celular.

  Entrar no grupo