Você poderá alterar sua localização a qualquer momento clicando aqui.
Ocultar   |   Alterar cidade
Você está vendo conteúdo de Curitiba e região.
Ocultar   |   Alterar cidade

Sem hospital na cidade, grávidas de Santa Fé precisam viajar 40 km para partos

Sem hospital na cidade, as grávidas de Santa Fé (a 50 quilômetros de Maringá) precisam viajar para ter seus bebês. Uma delas é a pedagoga Ana Lúcia, que está no quarto mês de gestação e fará o parto em Astorga, a pouco mais de 40 quilômetros. “Um pouco de medo, às vezes não ter como a gente ir, mas tem que ficar tranquila”, declara a futura mãe. 

A moradora Beatriz Kauana também iria até Astorga para o parto, mas a filha veio antes, durante uma viagem a Minas Gerais. Mesmo assim, a mãe destaca a necessidade de um hospital dentro de Santa Fé. “Precisa pegar estrada, correr risco de vida”, declarou.

Santa Fé tinha apenas um hospital, particular, que fechou em 31 de dezembro de 2015 devido a dificuldades financeiras. O Hospital e Maternidade Nossa Senhora das Graças trancou as portas após 50 anos de atividades.

Sem previsão de uma nova unidade, as mães terão que continuar viajando para o nascimento dos bebês, seja até Astorga ou Maringá.

Colaboração Brenda Caramaschi e Alex Magosso da Rede Massa

Grupo do Massa News no WhatsApp

Receba as principais notícias do dia direto no seu celular.

  Entrar no grupo