Você poderá alterar sua localização a qualquer momento clicando aqui.
Ocultar   |   Alterar cidade
Você está vendo conteúdo de Curitiba e região.
Ocultar   |   Alterar cidade

Sindimoc pede mais segurança para trabalhadores e usuários do sistema de transporte coletivo

(Foto: Divulgação)  - Sindimoc pede mais segurança para trabalhadores e usuários
(Foto: Divulgação)

O Sindicato dos Motoristas e Cobradores de Ônibus de Curitiba e Região Metropolitana (Sindimoc) pediu, em entrevista coletiva na manhã desta sexta-feira (19), mais segurança para os trabalhadores e usuários do transporte coletivo. Na madrugada desta sexta-feira, um motorista e um cobrador da linha Curitiba-São Dimas foram baleados durante um assalto em Colombo, na Região Metropolitana.

De acordo com Rogério Campos, diretor da entidade e vereador do Partido Social Cristão (PSC), o sindicato já pediu para a Polícia Militar (PM) que houvesse ronda ostensiva na região, inibindo a ação dos assaltantes. “As autoridades têm que possibilitar que as forças façam o trabalho com dignidade. Ninguém vai enfrentar a bandidagem com rosas”, afirmou Campos.

O vereador lembrou, ainda, que já apresentou um projeto para que a Guarda Municipal (GM) tenha uma espécie de “G2”, onde os guardas possam andar à paisana e realizar a prisão preventiva. “Eles trabalham com medo. O motorista, o cobrador, o usuário e também a família, que está em casa e não sabe se ele [trabalhador] volta”, desabafou.

Campos ressaltou também a importância de uma integração entre as forças policias da Grande Curitiba, pois, de acordo com o diretor, “se as forças não trabalharem em conjunto fica difícil fazer um bom trabalho”.

Policiamento

Em nota, a Polícia Militar afirmou que "o policiamento é feito diariamente no Bairro Monte Castelo, e operações são desencadeadas nas áreas do município com maior incidência de crimes". A unidade responsável pelo policiamento na região é do 22º Batalhão da PM.

"O 22º BPM solicita o apoio da população para que faça denúncias e repasse informações sobre pessoas suspeitas, veículos e locais com incidência de crimes pelos telefones 190 e 181 (Narcodenúncia). No momento de uma ocorrência a PM também pode ser acionada via 190, a qual não se furta em atender a ocorrência. Em relação a fatos passados, a Polícia Civil é o órgão responsável por levantar informações e investigar os crimes. A unidade reforça ainda que o papel constitucional da PM é atuar na prevenção da criminalidade em locais públicos a fim de garantir a preservação da ordem e segurança dos cidadãos."

A Guarda Municipal de Colombo também comentou as declarações do diretor do Sindimoc e afirmou que "A Guarda Municipal de Colombo é patrimonial e faz rondas 24 horas por todo o município".