Você poderá alterar sua localização a qualquer momento clicando aqui.
Ocultar   |   Alterar cidade
Você está vendo conteúdo de Curitiba e região.
Ocultar   |   Alterar cidade

Suposto sequestro misterioso de jovem mobiliza UFPR: estudantes pedem respostas

(Foto: Reprodução)  - Suposto sequestro misterioso de jovem mobiliza UFPR
(Foto: Reprodução)

Uma postagem sobre o desaparecimento misterioso de uma jovem no campus da Universidade Federal do Paraná (UFPR) começou a circular pelas redes sociais e mobilizou os estudantes da instituição na última semana. A publicação relatava que uma mulher, do Departamento de Educação Física, do campus Botânico, teria sido abordada por um homem desconhecido e sequestrada. No entanto, a postagem foi feita em uma página de Spotted do Facebook não oficial da UFPR, que permite postagens anônimas e que, por isso, ainda não foi possível identificar quem viu o episódio e começou o post viral. 

Na postagem, tudo teria começado quando a jovem teria pedido uma corrida em um aplicativo. Em seguida, conforme a postagem, o motorista que viria busca-la cancelou e a mulher teria sido abordada por um homem, que a conduziu para o interior da universidade. No relato, ela ainda teria feito sinal para um segurança da instituição, que passou a seguir os dois para verificar a situação, mas a jovem e o homem, um suposto sequestrador, teriam sumido.

Em alguns compartilhamentos, os usuários das redes sociais chegam a descrever características físicas da suposta desaparecida, dizendo que ela tinha o cabelo preto e comprido, feição “levemente oriental” e que estava de legging preta e camiseta preta.

Após a repercussão e o pedido de respostas pela comunidade estudantil, a UFPR se manifestou em uma nota oficial no Facebook a respeito do caso. Na postagem, a universidade afirmou que realizou buscas assim que soube do suposto desaparecimento, mas que, até o momento, “a instituição não foi notificada da ausência de nenhum membro da comunidade estudantil, seja por alunos, servidores ou mesmo familiares”.

Em conversa com a assessoria de imprensa da universidade, o Massa News foi informado que a situação chegou até a Reitoria após o monitoramento das redes sociais da UFPR e que ninguém denunciou o desaparecimento ou identificou a vítima, seja na universidade ou na polícia. Questionamos também o fato da publicação mencionar um segurança da universidade que teria presenciado o desaparecimento, mas a UFPR confirmou que os servidores foram ouvidos e nenhum deles afirmou ter visto o suposto sequestro.

A assessoria da Polícia Civil também foi procurada e disse que o desaparecimento não foi denunciado em nenhuma delegacia da corporação.

O desaparecimento e suposto sequestro da jovem seguem sendo um mistério já que, mesmo com o relato detalhado que circula nas redes, ninguém deu falta da vítima. Apesar disso, a UFPR mantém as buscas e irá examinar seu banco de imagens e câmeras de segurança externas no intuito de esclarecer o caso.

Grupo do Massa News no WhatsApp

Receba as principais notícias do dia direto no seu celular.

  Entrar no grupo