Você poderá alterar sua localização a qualquer momento clicando aqui.
Ocultar   |   Alterar cidade
Você está vendo conteúdo de Curitiba e região.
Ocultar   |   Alterar cidade

Suspeito de agredir e ameaçar ex-mulher é espancado pela população

(Foto: Ilustração Agência Brasil) - Suspeito de agredir e ameaçar ex é espancado pela população
(Foto: Ilustração Agência Brasil)

Um homem suspeito de agredir e ameaçar a ex-mulher, com quem morava em Santa Catarina, foi espancado pela população na manhã desta sexta-feira (12), no bairro Sítio Cercado, em Curitiba. O caso veio à tona nesta quinta-feira (11), após a vítima e sua família denunciarem as ameaças que vêm sofrendo desde a separação do casal, que aconteceu há um mês.

Suellen Alves Correa, de 23 anos, relatou à reportagem da Rede Massa o inferno que estava vivendo ao lado do marido, Luiz Daniel, 34, com quem se relacionava há aproximadamente um ano. “Durante o namoro, o tempo que a gente estava se conhecendo, ele era uma pessoa excelente, atenciosa, gentil, educada. Tratava bem a mim e a minha família, não tinha nem o que falar, na verdade. Foi até o momento de casar mesmo que tudo mudou, a partir do momento que eu ‘estava dentro da casa’, tudo mudou”, disse.

(Foto: Acervo Pessoal)(Foto: Acervo Pessoal) 

O casal namorou por aproximadamente seis meses e, então, casou e foi morar junto em Santa Catarina, local em que as agressões começaram a acontecer. “Ele começava a pegar forte pelo meu braço, para me arrastar, me empurrava, colocava a faca no meu rosto dizendo que eu ia morrer, que ele ia me matar, que era para eu pedir misericórdia”, relembrou Suellen. Em uma das ameaças, o homem chegou a usar uma barra de ferro contra a esposa.

Além das agressões e ameaças, a vítima também foi proibida de manter contato com a família. “Um problema no serviço, um copo fora do lugar, uma roupa que eu colocava e ele não gostava... tudo. Falar com a minha mãe era extremamente proibido, se minha mãe me ligasse era motivo para uma briga muito séria”, explicou. A irmã de Suellen notou o distanciamento da jovem e, então, decidiu visita-la em Santa Catarina. Porém, ao chegar ao local, Luiz Daniel pegou todos os pertences da cunhada, inclusive o dinheiro que seria usado para retornar a Curitiba, no intuito de impedir que a família da esposa descobrisse o que estava acontecendo.

A irmã da vítima conseguiu voltar para casa e contou tudo para a mãe, que decidiu ir até a casa em que a filha morava com o então marido para resgata-la. “O policial que me atendeu lá falou assim ‘olha, mãe, se tua filha não sair hoje daqui de dentro, ela vai ser em um caixão’. Minha filha estava dentro de casa sem poder falar comigo, com a irmã, com o pai... era proibida de tudo. Pense para uma mãe viver tudo isso, está sendo muito doído”, desabafou.

Porém, ao saber que a família de Suellen havia descoberto a situação, Luiz Daniel passou a ameaçar também os pais da vítima e prometeu “caçar” os responsáveis por tirar a vítima da casa. “A mãe é uma vagabunda, cara, sério, uma p* que gosta de polícia, né? Acha que se esconde atrás de policial, ‘demorô’ então. O pessoal que veio te trazer e te levar, cara, meu, sério, eu vou caçar eles, cara, que nem se caça animal”, disse o homem em um áudio.

Desde a separação, que aconteceu há 30 dias, as ameaças à jovem e à toda família se tornaram ainda mais recorrentes. Por este motivo, a mãe e a irmã de Suellen chegaram a ser demitidas das empresas em que trabalhavam. “Depois que meus pais foram me buscar de lá, que saí de dentro do meu apartamento com a polícia, minha vida tem sido um inferno. Não consigo trabalhar, não consigo voltar para minha faculdade. Minha mãe não trabalha, pois ela perdeu o emprego por causa dele, pois ele ameaça. Minha irmã perdeu o emprego dela porque ele ameaça... as empresas têm medo que aconteça algo dentro do trabalho”, detalhou a jovem.

Após a veiculação da reportagem, o homem foi identificado pela população e espancado na manhã desta sexta-feira. Ele foi socorrido com ferimentos moderados e encaminhado ao Hospital Cajuru.


Colaboração Douglas Bandeira/Rede Massa