Você poderá alterar sua localização a qualquer momento clicando aqui.
Ocultar   |   Alterar cidade
Você está vendo conteúdo de Curitiba e região.
Ocultar   |   Alterar cidade

Suspeito de manter adolescente em cárcere privado é preso em flagrante

(Foto: Divulgação/Polícia Civil) - Suspeito de manter adolescente em cárcere privado é preso em flagrante
(Foto: Divulgação/Polícia Civil)

Um homem foi preso em flagrante na noite desta quinta-feira (16), suspeito de manter uma adolescente, de 17 anos, em cárcere privado em uma casa na Cidade Industrial de Curitiba (CIC). Além de ameaçar a vítima – com quem manteve um relacionamento – o homem trancava a residência com correntes e cadeados, e teria forçado relações sexuais com a vítima.

O delegado do Núcleo de Proteção à Criança e ao Adolescente Vítimas de Crimes (Nucria), José Barreto de Macedo Jr, explicou que mãe da jovem procurou a especializada no início de maio, quando relatou que o suspeito, de 30 anos, teria mantido a adolescente em cárcere privado por 15 dias. Ambos mantinham um relacionamento há aproximadamente três meses. “A vítima conseguiu sair e a mãe levou a filha até o Nucria para fazer o Boletim de Ocorrência. Foi instaurado inquérito e estávamos investigando, até que a mãe acionou a polícia e alegou que a filha estava novamente sob cárcere privado, há aproximadamente uma semana”, explicou.

O Tático Integrado de Grupos de Repressões Especiais (TIGRE) foi acionado na quinta-feira (16) e, ao encontrar o endereço do suspeito, descobriu que o portão da casa – local em que estavam dois cachorros de guarda – estava fechado com correntes e cadeados. “A vítima estava trancada dentro do local e o homem foi preso em flagrante. Foi feita a escuta especializada e a vítima confirmou os fatos e falou que, naquele dia, ambos tinham discutido e que ele havia chamado ela de vagabunda”, detalhou o delegado. A adolescente também relatou à equipe que o suspeito estava ameaçando ela e sua mãe de morte, além de ter forçado relações sexuais. “Foi verificado que ele tem passagens policiais por tráfico e furto, e a vítima disse, ainda, que ele já teria a usado para o cometimento do crime de tráfico”.

De acordo com delegado Cristiano Quintas, do TIGRE, além de imposições e barreiras físicas, o homem também realizava imposições psicológicas à vítima. “Assim que entramos na casa, ela estava sentada no sofá e aparentou estar bastante intimidada, enquanto ele tomava banho. Em conversa com a adolescente, ela inicialmente não quis falar, mas depois confirmou o que tinha contado para a mãe pelas poucas mensagens que conseguiu mandar. Além das imposições físicas que ele colocava, fica mais claro ainda a psicológica, pois mesmo que tivesse uma porta aberta ela não conseguiria sair, pois tinha medo de que a mãe fosse morta”, detalhou.

O homem será autuado por cárcere privado e injúria, além de ser investigado em Inquérito Policial por estupro qualificado.

Informações Polícia Civil

Grupo do Massa News no WhatsApp

Receba as principais notícias do dia direto no seu celular.

  Entrar no grupo