Você poderá alterar sua localização a qualquer momento clicando aqui.
Ocultar   |   Alterar cidade
Você está vendo conteúdo de Curitiba e região.
Ocultar   |   Alterar cidade

Suspeitos armados assaltam banco e fazem reféns

Um assalto a banco mobiliza a Polícia Militar e o Siate na manhã desta quarta-feira (15) no centro de Balsa Nova. De acordo com a PM, os suspeitos estão armados e renderam clientes e o gerente do banco durante a ação. O cofre foi roubado e há informação de vítimas no local.

Uma funcionária de uma loja que fica próxima ao banco, à reportagem do Massa News, disse que há três funcionários da agência bancária que estão sendo feitos como reféns de dois criminosos. A área em torno do banco está totalmente isolada. Moradores e quem trabalha na região não saem para a rua com medo de uma eventual troca de tiros, conforme relatado pela funcionária.

Atualização

Segundo a PM, os suspeitos fugiram em um Voyage branco, no sentido da cidade da Lapa, e havia quatro funcionários do banco no momento do assalto. O Bope, a Rone e o helicóptero da Polícia Militar estão dando apoio na ocorrência. Não há informações de feridos. Inicialmente foi informado pela PM que clientes foram rendidos pelos suspeitos. 

O capitão Alves, comandante do Batalhão da PM em Campo Largo, disse que os responsáveis pelo monitoramento do banco informaram sobre o assalto. Como não havia informações se os criminosos seguiam dentro da agência, a área em torno do banco isolada. "O monitoramento do banco posteriormente informou que poderiam ser apenas os reféns dentro da agência, mas eles não saíam e não sabíamos se existia alguma armadilha", contou.

Depois, as equipes verificaram que realmente havia somente os quatro reféns dentro da agência. O gerente da unidade foi abordado pelos criminosos, que renderam as quatro pessoas e as trancaram dentro do cofre. Os suspeitos não usavam máscaras ou qualquer outro acessório para esconder o rosto. Eles furtaram uma pequena quantidade de dinheiro e fugiram.

A PM informou que o veículo utilizado na fuga foi encontrado no viaduto da linha do trem. O Centro de Operações Policiais Civis (Cope), da Polícia Civil, vai investigar o caso.

Colaboração Louise Fiala e Lucas Rocha / Rede Massa