Você poderá alterar sua localização a qualquer momento clicando aqui.
Ocultar   |   Alterar cidade
Você está vendo conteúdo de Curitiba e região.
Ocultar   |   Alterar cidade

TJ reduz pena de doceira que enviou bombons envenenados para jovem

(Foto: Arquivo) - TJ reduz pena de doceira que enviou bombons envenenados
(Foto: Arquivo)

O Tribunal de Justiça (TJ) decidiu pela diminuição da pena da doceira que foi condenada por quatro tentativas de homicídio em julgamento no Tribunal do Júri, em Curitiba, em agosto deste ano. Margareth Aparecida Marcondes recebeu uma pena de 30 anos e três meses de prisão, mas a defesa dela recursou e o TJ definiu a redução da pena, para 13 anos e seis meses de reclusão. O cumprimento é em regime fechado, conforme divulgação da decisão proferida nesta semana.

Margareth enviou bombons envenenados para uma adolescente de 14 anos e, além dela, outros três jovens comeram o doce e passaram mal. O caso aconteceu em março de 2012.

A doceira havia sido contratada pela família de uma das vítimas para fazer os doces para uma festa de 15 anos. No entanto, ela gastou o dinheiro repassado adiantado e não tinha condições de prestar o serviço. Margareth então utilizou o artifício dos doces contaminados para tentar adiar a festa e assim verificar como poderia lidar com isto.

As vítimas ficaram internadas na época. A adolescente alvo da doceira inclusive precisou de internação na Unidade de Terapia Intensiva.

Após o julgamento, a doceira não foi presa e respondia em liberdade. Neste período, ela não poderia se aproximar das vítimas. Agora, a doceira será detida e levada para o sistema prisional.