Você poderá alterar sua localização a qualquer momento clicando aqui.
Ocultar   |   Alterar cidade
Você está vendo conteúdo de Curitiba e região.
Ocultar   |   Alterar cidade

Trabalhadores da construção civil discutem greve que pode começar nesta quinta-feira

(Foto: Divulgação Sintracon) - Mais greve: construção civil pode paralisar atividades nesta quinta
(Foto: Divulgação Sintracon)

Os trabalhadores da construção civil realizam nesta quarta-feira (16) uma assembleia para decidir se paralisam ou não as atividades a partir de amanhã (17). A categoria decidiu pelo estado de greve na última sexta-feira (11) e aguarda a proposta dos patrões sobre o reajuste dos salários para começar a mobilização.

Desde setembro os trabalhadores realizam diversas manifestações nas obras de Curitiba. De acordo com o Sindicato dos Trabalhadores na Construção Civil (Sintracon) de Curitiba, a negociação se arrasta desde junho e a proposta de reajuste da inflação não é satisfatória, abaixo do índice de inflação.

A categoria aguarda o anúncio de uma proposta dos patrões até o fim da tarde. Em seguida, os trabalhadores se reúnem em uma assembleia para decidir se aprovam ou não a oferta. Caso o reajuste não seja aprovado pelos trabalhadores, a greve começa na madrugada desta quinta-feira.

Atualização

Em assembleia, os trabalhadores aprovaram a nova proposta patronal para renovação da Convenção Coletiva de Trabalho da categoria. Eles terão reajuste de 9,82% nos pisos salarias e de benefícios como vale compras e café da manhã. As diferenças salariais acumuladas desde o dia 1º de junho, data-base da categoria, serão pagas na forma de vale compras, em três parcelas. De acordo com o Sintracon, os salários acima dos pisos serão reajustados em 8%.