Você poderá alterar sua localização a qualquer momento clicando aqui.
Ocultar   |   Alterar cidade
Você está vendo conteúdo de Curitiba e região.
Ocultar   |   Alterar cidade

Traficante é preso por tentar matar rival duas vezes

(Foto: Ricardo Pereira / Rede Massa) - Traficante é preso por tentar matar rival duas vezes
(Foto: Ricardo Pereira / Rede Massa)

O responsável por dois atentados contra Eduardo Alves Weng foi preso nesta terça-feira (12), em São José dos Pinhais. Somando as duas tentativas de homicídio – ocorridas em 2017 e em 2018 – Eduardo foi atingido por 25 tiros e sobreviveu aos ataques.

O motivo dos atentados foi a disputa pelo tráfico de drogas que seria controlado pelo homem preso: Rafael Rodrigues Lara De Oliveira, conhecido como Sapo. De acordo com a polícia, Sapo é um homem perigoso, que tem passagens pela polícia por tráfico de drogas, roubo e violência doméstica.

O primeiro atentado aconteceu no dia 28 de outubro de 2017, quando Eduardo foi atingido por 12 tiros e ficou dois dias internado. Quase um ano depois, ele foi vítima de uma nova tentativa de homicídio, no dia 23 de setembro do ano passado. Dois homens encapuzados invadiram a casa em que ele estava e atiraram 13 vezes.

Keulen Wendell dos Santos Diniz é procurado pela polícia. (Foto: Divulgação)Keulen Wendell dos Santos Diniz é procurado pela polícia. (Foto: Divulgação) 

Na avaliação do delegado Tito Barichello, eles tinham um “ânimo de matar exacerbado”. “Eles entraram na casa da vítima em plena luz do dia, às 13h30, na casa da vítima, com intenção de matá-la”, afirmou o delegado.

Mais uma vez Eduardo se recuperou e apontou Sapo e Keulen Wendell dos Santos Diniz, conhecido como Kekel, como os atiradores. Um adolescente também participou da ação e esperou os homens dentro do carro.

Além de Sapo, a polícia também procura por Keulen, que é foragido. O homem já foi preso por roubo e usava tornozeleira eletrônica, que foi rompida no começo do ano. A polícia pede que denúncias sejam divulgadas pelo Disque-Denúncia, pelo telefone 0800 643-1121. O adolescente foi apreendido.

‘Peneira’

“A vítima permanece viva, assustada, em local escondido, protegido, e esse criminoso agora está preso, fora das ruas”, afirmou Barichello. O delegado comentou ainda o fato de Eduardo ter sobrevivido depois de receber diversos tiros, o que chamou a atenção da equipe. “Nunca vi isso, é uma situação anormal. Por um contexto médico, que eu não posso explicar, vários projéteis foram retirados inclusive um alojado ao lado do coração, não acertou nenhum órgão vital apesar de ele ter se transformado literalmente em uma verdadeira peneira”.

Colaboração Ricardo Pereira / Rede Massa

Grupo do Massa News no WhatsApp

Receba as principais notícias do dia direto no seu celular.

  Entrar no grupo