Você poderá alterar sua localização a qualquer momento clicando aqui.
Ocultar   |   Alterar cidade
Você está vendo conteúdo de Curitiba e região.
Ocultar   |   Alterar cidade

Um dia após deixar prisão, ex-secretário de Saúde é conduzido coercitivamente ao Gaeco

Um dia após deixar prisão, ex-secretário de Saúde é conduzido coercitivamente ao Gaeco Um dia após deixar prisão, ex-secretário de Saúde é conduzido coercitivamente ao Gaeco

Recém-saído da carceragem da Polícia Federal (PF) em Foz do Iguaçu, o ex-secretário municipal de Saúde, Charles Bortolo, foi conduzido coercitivamente à sede do Grupo de Atuação Especial de Combate ao Crime Organizado (Gaeco) nesta quinta-feira (10). 

O mandado foi cumprido durante operação deflagrada na manhã de hoje. O Ministério Público (MP) investiga contratos firmados pela Prefeitura Municipal, por meio da Secretaria de Saúde, com prestadores de serviços em 2014. À época, Bortolo era chefe da pasta, sob comando do agora prefeito afastado Reni Pereira.

Charles estava preso desde o dia 21 de junho, ocasião em que a 3ª fase da Operação Pecúlio foi deflagrada. Ele é acusado de participar no desvio de recursos públicos federais como o Programa de Aceleração do Crescimento (PAC) e Sistema Único de Saúde (SUS) por meio de licitações fraudulentas.

A defesa de Bortolo conseguiu converter a prisão preventiva em domiciliar, com o uso de tornozeleira eletrônica. Ele não poderá ultrapassar o período residencial, conforme exigências da Justiça. 

Além dele, mais seis pessoas foram conduzidas ao Gaeco para prestar esclarecimentos.

Colaboração: Roberta Campos/Rede Massa.