Você poderá alterar sua localização a qualquer momento clicando aqui.
Ocultar   |   Alterar cidade
Você está vendo conteúdo de Curitiba e região.
Ocultar   |   Alterar cidade

Vereadores analisam abertura de créditos para prefeitura

(Foto: Chico Camargo / CMC) - Vereadores analisam abertura de créditos para prefeitura
(Foto: Chico Camargo / CMC)

A Comissão de Economia, Finanças e Fiscalização, da Câmara Municipal de Curitiba, analisou nesta quarta-feira (31) três projetos de leis orçamentárias para a abertura de créditos adicionais para a Prefeitura de Curitiba. Dois deles serão encaminhados para debate dos vereadores.

Um dos pedidos de autorização para abertura dos créditos solicita o remanejamento de R$ 27,3 milhões, decorrentes da reprogramação de despesas com sentenças judiciais. De acordo com a prefeitura, o valor – que prevê juros e correção monetária - deverá ser aplicado para quitar parte da dívida com o Instituto de Previdência dos Servidores do Município de Curitiba (IPMC). A comissão aguarda ainda retorno da administração municipal sobre o pagamento de precatórios.

A outra solicitação, que também foi acatada, é o pedido de abertura de um crédito adicional especial de R$ 1.242.579,60. O valor seria dividido: despesas com a implantação da rede lógica, aquisição de equipamentos de informática e mobiliário para a Rua da Cidadania do Cajuru (R$ 1,229 milhão) e reequilíbrio contratual da construção do Centro Municipal de Educação Infantil Portão (R$ 13.579,60).

O terceiro pedido do Poder Executivo é autorização de compra de um terreno da Copel, onde deve ser implantado o Centro de Feiras e Convenções de Curitiba. A proposta, porém, não atingiu os cinco votos mínimos. A área localizada no bairro Uberaba possui 2.265,50 m² e deverá ser comprada por R$ 200 mil, com a anuência da Agência Nacional de Energia Elétrica (ANEEL).

Colaboração Câmara Municipal de Curitiba

Grupo do Massa News no WhatsApp

Receba as principais notícias do dia direto no seu celular.

  Entrar no grupo