Massa News, notícias do Paraná e do Brasil

Curitiba, PR
Clima
16.9ºC
Massa News, notícias do Paraná e do Brasil

Grupo suspeito de roubo de carga enfrenta a polícia e leva a pior na Grande Curitiba

De acordo com a polícia, o grupo estava sendo investigado desde agosto de 2020

Redação

Redação

Um casal e um homem morreram após trocarem tiros com a Polícia Militar (PM), na manhã desta quarta-feira (28), nos municípios de Pinhais e Piraquara, na região metropolitana de Curitiba. Os três eram suspeitos de integrar uma quadrilha especializada em roubo de cargas.

(Foto: Reprodução)

As equipes do Batalhão de Operações Policiais Especiais (Bope) realizavam a Operação Kimuri, quando foram recebidos a tiros por um casal, que estava em uma residência, na Planta Cruzeiro, em Piraquara. Mais de 100 policiais militares cumpriram 23 mandados de busca e apreensão e 19 mandados de prisão.

Em outro ponto, já no município de Pinhais, aconteceu mais um confronto. Um homem, que não tinha mandado de prisão em aberto, se deparou com as viaturas e reagiu a tentativa de abordagem. No revide, ele acabou baleado e morreu antes de ser socorrido.

De acordo com a polícia, o grupo estava sendo investigado desde agosto de 2020. Na operação, a polícia prendeu 14 suspeitos. Cinco armas foram apreendidas além de televisores e computadores.

Investigações

Segundo o subcomandante-geral da PM, coronel Rui Noé Barroso Torres, o batalhão estava desde agosto de 2020 reunindo informações sobre a atividade criminosa, chegando a existir uma primeira edição da Operação Kemuri no ano passado. “No andamento das investigações constatamos cerca de 20 roubos praticados por esse grupo”, afirmou. “Os levantamentos feitos apontavam que as ações ocorriam na Região Metropolitana de Curitiba, mas como as investigações prosseguem por parte da Polícia Judiciária podem ser constatados outros crimes e ramificações do grupo em outros municípios e até em outros estados”.

Ainda segundo o coronel, o grupo tinha preferência no roubo de cargas de cigarros e eletroeletrônicos, tanto que alguns objetos dessas categorias foram encontrados nos pontos de apreensão. “A escolha por esses produtos se dava pela possibilidade de comercialização no mercado ilegal e na rápida atuação de receptores”, acrescentou Torres.

O coronel Barroso explicou que os suspeitos tinham diversas formas de abordagem às vítimas. “Utilizavam estratégias para que se tornassem alvos mais fáceis como, por exemplo, jogar óleo na pista, falso bloqueio, obstáculos na rodovia para o condutor reduzir a velocidade ou até parar. Também tivemos casos de abordagem a vítimas no estacionamento de postos de combustíveis”.

Supostamente, na semana passada o grupo realizou uma atividade criminosa. Nessa situação, foi recuperada uma carga de cigarros que tinha sido roubada no bairro Alto da Glória, em Curitiba. Quatro suspeitos foram encontrados com o produto em uma casa, na cidade de Piraquara. Eles morreram no confronto com as equipes do Bope.

Com informações da Agência Estadual de Notícias

Entre no grupo do Massa News
e receba as principais noticias
direto no seu WhatsApp!

Compartilhe essa matéria nas redes sociais

Ative as notificações e fique por dentro das notícias

Dá o play Assista aos principais vídeos de hoje
Colunistas A opinião em forma de notícia