Você poderá alterar sua localização a qualquer momento clicando aqui.
Ocultar   |   Alterar cidade
Você está vendo conteúdo de Curitiba e região.
Ocultar   |   Alterar cidade

Alerj cancela reunião de líderes partidários sobre privatização da Cedae

A Presidência da Assembleia Legislativa do Rio (Alerj) anunciou nesta segunda-feira, 13, o cancelamento de uma reunião do Colégio de Líderes partidários que, estava marcada para as 13 horas de terça-feira, 14, sobre o projeto de lei que autoriza a privatização da Cedae, estatal de águas e esgoto. Foi a segunda alteração no cronograma da tramitação do projeto anunciada nesta segunda-feira pela Alerj.

A privatização da Cedae é a primeira das medidas de contrapartida exigidas pelo governo federal no plano de recuperação fiscal do Estado a ser enviada à Alerj. O projeto autoriza o governo estadual a privatizar a Cedae, dada como garantia para novos empréstimos, no valor de até R$ 3,5 bilhões, com aval da União.

A discussão do projeto na Alerj começou na última quinta-feira, em sessão extraordinária que adentrou a noite. A proposta do governo recebeu 211 emendas e foi aprovada nas comissões parlamentares, apesar de votos em separado da oposição.

Ainda na manhã desta segunda-feira, um princípio de incêndio fez com que o Palácio Tiradentes, sede da Alerj, fosse esvaziado. Com isso, a reunião do Colégio de Líderes, inicialmente marcada para as 14 horas desta segunda, foi adiada para terça-feira, às 13 horas, logo antes da sessão ordinárias, às 15 horas, na qual estava prevista já a votação do projeto.

Mesmo com o adiamento da reunião entre os líderes dos partidos, a votação estava mantida para terça-feira, até que a Presidência da Alerj decidiu adiar também a decisão final sobre o projeto. Segundo a assessoria de imprensa da Alerj, ainda não há definição sobre a pauta da sessão ordinária de terça-feira.

Para o mesmo dia, o Movimento Unificado dos Servidores Públicos Estaduais do Rio (Muspe) convocou um protesto para a frente da Alerj. Na última quinta-feira, uma manifestação organizada pela entidade, que congrega diversos sindicatos e associações de servidores, terminou em confrontos pelas ruas do Centro do Rio.

Grupo do Massa News no WhatsApp

Receba as principais notícias do dia direto no seu celular.

  Entrar no grupo