Você poderá alterar sua localização a qualquer momento clicando aqui.
Ocultar   |   Alterar cidade
Você está vendo conteúdo de Curitiba e região.
Ocultar   |   Alterar cidade

Após derrota em Maceió, Renan acusa tucano de compra de votos

Após ver o seu candidato derrotado na disputa pelo comando do município de Maceió, o presidente do Senado, Renan Calheiros (PMDB-AL), divulgou nota contra o prefeito reeleito, Rui Palmeira (PSDB).

O tucano foi reeleito em 2.º turno neste domingo, 30, para os próximos quatro anos com 60,27% dos votos válidos, contra 39,73% de Cícero Almeida (PMDB), apoiado pela família Calheiros.

Em nota, assinada como presidente estadual do PMDB, Renan acusou Palmeira de compra de votos. "Quem recorre à compra de votos e monta cadastros de eleitores é Rui Palmeira, não eu. Sabe disso muito bem quem esteve nas eleições de que ele participou. Esses fatos são desconhecidos da população. Como ele esconde que dezenas de vezes - perdi a conta -, para ajudar Maceió, convoquei ministros para despachar com ele em meu gabinete. Mas Rui Palmeira é pródigo em propagar o que lhe convém. Lança mão diariamente dos veículos de comunicação de sua família (que incluem concessões públicas) para atacar adversários, detratando-os com adestrados nesse ofício sujo", diz Renan.

O peemedebista também lembra da ocasião em que convidou o tucano para ocupar uma cargo de confiança no Senado. E afirma que o prefeito eleito não tinha preparo, não gostava de trabalhar e fazia pouco caso do dinheiro público. Em outro trecho, o senador chama Palmeira de arrogante, presunçoso, deslumbrado e invejoso. "Devo dizer que a eleição de Rui Palmeira, de certa forma, me alivia. Isso porque não me verei novamente na obrigação de dar-lhe emprego no Senado. Depois de Rui ter perdido uma eleição, tive que contratá-lo no Senado. Foi um erro, humildemente reconheço. Rui Palmeira não tinha preparo e não gostava de trabalhar", escreve.

Em nota, o prefeito eleito Rui Palmeira (PSDB) disse que lamenta e repudia as declarações feitas por Renan. "Do mesmo modo, Rui Palmeira acredita que a sociedade é testemunha da correção que pauta sua trajetória pessoal, profissional e política", enfatizou.