Você poderá alterar sua localização a qualquer momento clicando aqui.
Ocultar   |   Alterar cidade
Você está vendo conteúdo de Curitiba e região.
Ocultar   |   Alterar cidade

Candidatura é deferida e Juca Sloboda é reeleito em Jaguariaíva

José Sloboda foi o mais votado, mas candidatura indeferida adiava resultado das eleições (Foto: Divulgação) - Candidatura é deferida e Juca Sloboda é reeleito em Jaguariaíva
José Sloboda foi o mais votado, mas candidatura indeferida adiava resultado das eleições (Foto: Divulgação)

Mais de 20 dias depois das eleições municipais, a cidade de Jaguariaíva (125 quilômetros de Ponta Grossa) finalmente parece saber quem será o prefeito nos próximos quatro anos. José Sloboda (PHS), o Juca, recebeu 11.685 votos e foi reeleito para o cargo – ele assumiu a Prefeitura em 2013, após a morte do então prefeito Otélio Renato Baroni. Juca conquistou mais votos do que os adversários Ademar (PSDB), escolhido por 8.465 votos, e Renata Baroni (SD), que teve 23 votos.

Conforme o Tribunal Regional Eleitoral (TRE), a chapa estava indeferida por causa do pedido de impugnação da candidata a vice de Juca, Alcione Lemos (PHS). Nesta terça-feira (25), o Tribunal julgou improcedente a impugnação da candidatura, deferiu a chapa majoritária da coligação “Juntos Faremos Muito Mais” e, consequentemente, consagrou Juca como prefeito da cidade, agora para um mandato completo.

Para o relator Josafá Antonio Lemes, não há prova de que há parentes do ex-prefeito ligados com interesse na eleição de Alcione Lemos – ex-mulher de Otélio Baroni. “As provas dos autos demonstram que houve o rompimento do ‘grupo político familiar’ face a morte do ex-companheiro da recorrente (Otélio “Renato Baroni” – titular do cargo) e, mais do que isso, a adversária política é a sua ex-enteada (“Renata Baroni”, frise-se com o mesmo nome, filha do falecido), a qual concorre pela chapa majoritária da mesma cidade pelo Partido Solidariedade – SD, ora recorrido”, destaca o relator do processo.

Colaboração Assessoria de Imprensa.