Você poderá alterar sua localização a qualquer momento clicando aqui.
Ocultar   |   Alterar cidade
Você está vendo conteúdo de Curitiba e região.
Ocultar   |   Alterar cidade

Dilma se emociona, mas expectativa é que sofra impeachment, diz jornal dos EUA

A presidente afastada Dilma Rousseff se emocionou nesta segunda-feira, 29, ao falar da tortura que sofreu durante o regime militar e voltou a afirmar que o processo de impedimento é uma tentativa de golpe, destaca o The Wall Street Journal em reportagem sobre o discurso da dirigente na manhã desta segunda-feira, 29, no Senado. Apesar da defesa de Dilma, a expectativa é que os senadores votem pelo impeachment da petista, de acordo com o texto.

O Journal destaca que o discurso durou mais que o previsto e que Dilma se defendeu de forma "feroz" sobre as acusações de crime de responsabilidade fiscal. A reportagem menciona ainda que a presidente afastada ressaltou que seus opositores que tomaram o poder vão reverter as conquistas sociais dos governos petistas.

"Dilma Rousseff disse que as acusações contra ela são uma desculpa para permitir um golpe de Estado constitucional e que seus inimigos querem reverter o resultado da sua reeleição em 2014", afirma a reportagem. O jornal de Nova York cita um dos trechos do discurso de Dilma, em que a dirigente afirma que "são as pessoas que removem presidentes por meio de eleições".

"É amplamente esperado" que o Senado vote pelo impedimento de Dilma, ressalta o jornal. O texto destaca ainda que a presidente afastada chegou ao Senado carregando rosas e acompanhada de seu mentor e ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva, acusado de irregularidades originadas das investigações de corrupção na Petrobras.

Grupo do Massa News no WhatsApp

Receba as principais notícias do dia direto no seu celular.

  Entrar no grupo