Você poderá alterar sua localização a qualquer momento clicando aqui.
Ocultar   |   Alterar cidade
Você está vendo conteúdo de Curitiba e região.
Ocultar   |   Alterar cidade

Jucá: Congresso não vai votar aumento de receita sem antes discutir despesas


Após reunião com o ministro da Fazenda, Nelson Barbosa, o senador Romero Jucá (PMDB-RR) disse nesta quinta-feira, 11, que o ministro seguiu para reunião com a presidente Dilma Rousseff para discutir o Orçamento deste ano. De acordo com Jucá, não há definição sobre o contingenciamento do Orçamento. "O governo está fechando o número, o Planejamento está trabalhando nisso", disse. Para ele, alguma definição sobre o tema pode sair da reunião de Dilma com Barbosa.

Nesta tarde, o governo decidiu adiar o anúncio do contingenciamento para março. Inicialmente, o número seria divulgado até sexta-feira, 12. Com isso, segundo fontes, o governo deve manter a limitação de gastos dos órgãos em 1/12 por mais um mês, até o anúncio do corte definitivo.

Para Jucá, o Orçamento federal é muito engessado e sobra muito pouco para ser contingenciado. "Não tem mais gordura para cortar, agora vai cortar membro, é amputação", afirmou.

O senador disse ainda que, na reunião com Barbosa, defendeu que o governo discuta reformas que permitam redução de despesas e previsibilidade para o futuro da economia. "O Congresso não irá votar nenhum aumento de receita sem antes ter uma discussão de despesas e do que vai ocorrer no futuro", disse, em referência à tentativa de recriação da CPMF. "Apenas aumentar impostos não resolve o problema das contas públicas."

O peemedebista ressaltou que, desde o ano passado, é contrário à meta de superávit primário de 0,5% do Produto Interno Bruto (PIB) para este ano. "Quem conhece as contas públicas e vê o comportamento das receitas e despesas sabe que esse número não é factível", afirmou, propondo que o governo se contente em correr atrás de um déficit zero neste ano.

Grupo do Massa News no WhatsApp

Receba as principais notícias do dia direto no seu celular.

  Entrar no grupo