Você poderá alterar sua localização a qualquer momento clicando aqui.
Ocultar   |   Alterar cidade
Você está vendo conteúdo de Curitiba e região.
Ocultar   |   Alterar cidade

Mesmo com gafe, Temer mantém PMDB à frente da Juventude

(Foto: Divulgação) - Mesmo com gafe, Temer mantém PMDB à frente da Juventude
(Foto: Divulgação)

Sob pressão do partido, o presidente Michel Temer decidiu manter o PMDB à frente da secretaria nacional de Juventude, estrutura subordinada à Secretaria de Governo.

Nesta sexta-feira (13), foi publicada a nomeação para o cargo de Francisco de Assis Costa Filho, presidente da juventude nacional do PMDB.

Na semana passada, o antecessor do novo secretário, o peemedebista Bruno Júlio, que também comandou o núcleo partidário, deixou o posto após ter defendido chacinas em presídios brasileiros.

Com o episódio, o governo federal cogitou indicar um nome mais experiente e fora da estrutura partidária para a função, mas desistiu diante da pressão da sigla.

Em entrevista, Júlio havia criticado a repercussão dos massacres em presídios do Amazonas e Roraima e disse que tinha de fazer uma "chacina por semana" nas unidades prisionais brasileiras.

Nesta sexta-feira (13), o presidente atendeu a pedido do PSC e também nomeou o especialista em saúde indígena Antonio Fernandes Toninho Costa para comandar a Funai (Fundação Nacional do Índio).

Costa foi uma indicação do conservador PSC (Partido Social Cristão), presidido por um evangélico, Pastor Everaldo (RJ).

Entre 2015 e 2016, Costa atuou na Câmara dos Deputados, também indicado pelo partido, como assessor em comissões da Casa.

Anteriormente, trabalhou na Sesai (Secretaria Especial de Saúde Indígena), também havendo referências à sua atuação na Missão Evangélica Caiuá, de Dourados (MS), organização não governamental contratada pelo Ministério da Saúde para prestar assistência de saúde a indígenas.