Você poderá alterar sua localização a qualquer momento clicando aqui.
Ocultar   |   Alterar cidade
Você está vendo conteúdo de Curitiba e região.
Ocultar   |   Alterar cidade

Ministério da Justiça vai enviar Força Nacional para evitar novos conflitos no PR

O Ministério da Justiça determinou nesta sexta-feira, 8, que a Polícia Federal instaure um inquérito para apurar a morte de dois sem-terra no município de Quedas do Iguaçu, região oeste do Paraná, durante conflito entre policiais militares e integrantes do Movimento dos Trabalhadores Rurais Sem Terra (MST). O ministro da Justiça, Eugênio Aragão, também decidiu enviar integrantes da Força Nacional para reforçar a segurança na região.

A presidente Dilma Rousseff ficou "muito preocupada" com o confronto. Há um temor de que os ânimos estejam muito acirrados e esse embate se amplie. Por isso, desde cedo, havia uma discussão no governo se não seria interessante federalizar as investigações. Isso significaria a entrada da Polícia Federal na apuração do que aconteceu.

Ao longo do dia, o próprio governador do Paraná, Beto Richa (PSDB), conversou com Aragão e houve um entendimento para que se chegasse a essa solução. O objetivo do governo de enviar homens da Força Nacional é que essa "tropa federalizada" seja colocada em ação para evitar novos conflitos.

O confronto entre policiais e integrantes do MST ocorreu na tarde de quinta-feira e, até agora, é cercada de informações desencontradas.

De acordo com a PM de Quedas do Iguaçu, o confronto teve início no meio da tarde de quinta-feira, quando integrantes do MST atearam fogo numa área de reserva ambiental e bloquearam uma estrada rural que dá acesso à Fazendinha. Segundo nota do governo do Paraná, os policiais teriam sido alvo de uma emboscada.

Integrantes do MST, no entanto, contestaram essa versão. De acordo com os sem-terra, ocorreu exatamente o contrário.

A Polícia Civil do Estado do Paraná também abriu um inquérito para apurar os fatos.

Grupo do Massa News no WhatsApp

Receba as principais notícias do dia direto no seu celular.

  Entrar no grupo