Você poderá alterar sua localização a qualquer momento clicando aqui.
Ocultar   |   Alterar cidade
Você está vendo conteúdo de Curitiba e região.
Ocultar   |   Alterar cidade

'Movimento de habitação não deveria queimar pneus', diz Doria sobre ação do MTST

O candidato do PSDB à Prefeitura de São Paulo, João Doria, criticou na manhã dessa terça-feira, 30, a ação de integrantes do MTST que bloquearam pontos das marginais Tietê e Pinheiros e das avenida Radial Leste e Francisco Morato em protesto contra o impeachment da presidente afastada Dilma Rousseff e o governo do presidente interino Michel Temer.

No fim do evento, ele disse que a presidente "sairá pela porta dos fundos".

"Movimento de habitação devia se ocupar com aquilo lhe foi destinado, e não queimar pneus na Marginal", disse o tucano. Doria visitou a obra de um condomínio residencial popular no centro da cidade que está sendo construído por meio de uma Parceria Público Privada (PPP).

O candidato estava acompanhado de Rosalvo Salgueiro, que lidera o grupo Movimento Terra de Deus e atua na mesma área do Movimento Sem Teto. "Faz tempo que o MTST deixou de ser um movimento popular de habitação. Virou um faz tudo", disse Salgueiro.

Questionado sobre qual seria a sua estratégia em relação às ocupações, o tucano prometeu diálogo. "Vamos estudar caso a caso. Vamos conversar com os líderes"

No fim da agenda, Doria voltou a criticar o PT. "São 13 anos que prejudicaram muito o Brasil. Foram 13 anos de corrupção. Dilma vai sair pela porta dos fundos."

Grupo do Massa News no WhatsApp

Receba as principais notícias do dia direto no seu celular.

  Entrar no grupo