Você poderá alterar sua localização a qualquer momento clicando aqui.
Ocultar   |   Alterar cidade
Você está vendo conteúdo de Curitiba e região.
Ocultar   |   Alterar cidade

Município da Lapa deverá comprovar suspensão de processo seletivo

(Foto: Divulgação) - Município da Lapa deverá comprovar suspensão de processo seletivo
(Foto: Divulgação)

O Tribunal de Contas do Estado do Paraná (TCE-PR) solicitou que o município da Lapa comprove a anulação do Processo Seletivo Simplificado para a contratação temporária de 126 auxiliares de serviços gerais. De acordo com o comunicado do tribunal, divulgado nesta terça-feira (21), a prefeita Leila Klenk foi multada em 40 vezes o valor da Unidade Padrão Fiscal do Estado do Paraná, sob alegação de que não havia real necessidade de excepcionalidade para a abertura do processo.

Previamente, houve decisão da Vara de Fazenda Pública da Comarca da Lapa, que deferiu liminar para suspender todos os atos do processo seletivo. O edital do mesmo coloca como justificativa para a contratação temporária a inexistência de candidatos aprovados em concurso público vigente.

De acordo com o TCE-PR, os citados na ação não se manifestaram durante a tramitação. Para o tribunal, o município configurou uma falsa situação excepcional de interesse público. Está em vigência prazos para recurso.

Em seu site, a prefeitura da Lapa divulgou uma nota no dia 16 de novembro informando que vai recorrer da decisão da Vara da Fazenda Pública da Comarca da Lapa. A administração municipal comunicou que vai tomar as medidas cabíveis para garantir a continuidade dos contratos vigentes “até a realização de concurso público para a contratação definitiva de profissionais para os serviços gerais”.