Você poderá alterar sua localização a qualquer momento clicando aqui.
Ocultar   |   Alterar cidade
Você está vendo conteúdo de Curitiba e região.
Ocultar   |   Alterar cidade

Pedido de habeas corpus de Beto e Fernanda Richa é indeferido pelo STJ

(Foto: Reprodução / Facebook) - STJ indefere habeas corpus de Beto e Fernanda Richa
(Foto: Reprodução / Facebook)

A ministra Laurita Vaz, do Superior Tribuna de Justiça (STJ), indeferiu liminarmente nesta quinta-feira (13) o pedido de habeas corpus impetrado pela defesa do ex-governador Beto Richa, e da ex-primeira-dama, Fernanda Richa. Desta forma, ambos seguem presos no Regimento da Polícia Montada, da Polícia Militar (PM), em Curitiba.

Os pedidos foram impetrados na manhã desta quinta-feira, após o desembargador Laertes Ferreira Gomes, do Tribunal de Justiça do Paraná (TJ-PR), também negar o pedido de habeas corpus.

Beto e Fernanda Richa foram presos durante a Operação Rádio Patrulha, deflagrada na última terça-feira (11) pelo Grupo de Atuação Especial de Combate ao Crime Organizado (Gaeco). A operação, que investiga também o irmão do ex-governador, Pepe Richa, e outras 12 pessoas, apura o pagamento de propina e o superfaturamento de contratos para a manutenção e recuperação de estradas rurais durante o programa Patrulha no Campo.

O ex-secretário de Assuntos Estratégicos do Governo do Paraná, Edson Casagrande, se entregou na sede do Gaeco na tarde desta quinta-feira. Casagrande havia sido considerado foragido pelo Ministério Público do Paraná (MPPR), assim como Joel Malucelli, que está de férias fora do país. A assessoria de Malucelli informou que o empresário antecipou o retorno para o Brasil, previsto para o dia 24 de setembro.