Você poderá alterar sua localização a qualquer momento clicando aqui.
Ocultar   |   Alterar cidade
Você está vendo conteúdo de Curitiba e região.
Ocultar   |   Alterar cidade

PF diz que Puccinelli tinha 'papel central' em desvios milionários

A Polícia Federal (PF) atribui ao ex-governador de Mato Grosso do Sul André Puccinelli (PMDB) "papel central" na organização criminosa acusada de desviar pelo menos R$ 235 milhões dos cofres públicos por meio de fraudes a licitações de obras com recursos da União e concessão de créditos tributários direcionados a grupos empresariais.

Puccinelli foi preso em regime preventivo nesta terça-feira, 14, na Operação Papiros de Lama, quinta fase da Operação Lama Asfáltica. Um filho dele, o advogado André Puccinelli Júnior, foi levado para depor na PF em Campo Grande.

"A investigação entende que o ex-governador tinha um papel central até porque era beneficiário e garantidor de todo o esquema", declarou o delegado Cléo Mazzotti, da PF, segundo informou o site de notícias Campo Grande News.

Puccinelli já usava tornozeleira eletrônica desde maio, por ordem judicial. Ele foi o chefe do Executivo de Mato Grosso do Sul por dois mandatos, entre 2007 e 2014, período em que teria recebido propinas em dinheiro vivo das mãos do fazendeiro Ivanildo da Cunha Miranda, que fechou acordo de delação premiada.

Segundo o Campo Grande News, no próximo sábado, dia 18, o PMDB promoveria a convenção estadual para eleger Puccinelli presidente do partido. Ele tem planos de concorrer novamente ao governo do Estado em 2018.

Grupo do Massa News no WhatsApp

Receba as principais notícias do dia direto no seu celular.

  Entrar no grupo