Você poderá alterar sua localização a qualquer momento clicando aqui.
Ocultar   |   Alterar cidade
Você está vendo conteúdo de Curitiba e região.
Ocultar   |   Alterar cidade

PSL vai acionar STF para anular sessão da Alerj que revogou prisão de deputados

O Partido Social Liberal, futuro Livres, vai acionar o Supremo Tribunal Federal (STF) para anular a sessão desta sexta-feira, 17, da Assembleia Legislativa do Rio que derrubou as prisões do presidente da Casa, deputado Jorge Picciani, do deputado Paulo Melo e do líder do governo, deputado Edson Albertassi, todos do PMDB.

"Estamos entrando imediatamente com uma Ação Direta de Inconstitucionalidade, pois entendemos que a decisão do Supremo que autorizou Câmara e Senado a revogarem a prisão de parlamentares não cabe às Assembleias estaduais e Câmaras municipais", afirmou Rodrigo Marinho, coordenador jurídico do PSL-Livres.

O presidente estadual do PSL-Livres e membro do Conselho Nacional de renovação do partido, Paulo Gontijo, disse que a decisão dos deputados foi uma afronta à população. "Precisamos ser intransigentes no combate à corrupção e a esta organização criminosa que domina a Alerj e o governo do Rio há muitos anos. O povo não aguenta mais, sente na ponta os desvios de dinheiro público com os péssimos serviços prestados."

Grupo do Massa News no WhatsApp

Receba as principais notícias do dia direto no seu celular.

  Entrar no grupo