Você poderá alterar sua localização a qualquer momento clicando aqui.
Ocultar   |   Alterar cidade
Você está vendo conteúdo de Curitiba e região.
Ocultar   |   Alterar cidade

Paraná prepara alternativas de turismo no Litoral

(Foto: Claudio Neves/APPA) - Paraná prepara alternativas de turismo no Litoral
(Foto: Claudio Neves/APPA)

Novas possibilidades turísticas do Litoral paranaense e as alternativas para a recepção de navios de passageiros em Paranaguá serão avaliadas de forma conjunta pela Administração dos Portos do Paraná e a Secretaria Estadual Desenvolvimento Sustentável e Turismo. A intenção é ampliar o número de visitantes na região, fortalecendo o comércio e o setor de serviços.

“O Governo trabalha com um conceito moderno que traz o equilíbrio entre o desenvolvimento e o meio ambiente, usando o turismo como indutor de crescimento. Temos nesta região uma das maiores reservas naturais do Brasil e belezas únicas. Além disso, Paranaguá tem uma história rica, Morretes e Antonina oferecem excelentes opções gastronômicas, enfim, os potenciais são muitos”, disse o secretário Marcio Nunes.

Em visita ao cais, Nunes comentou sobre alternativas que podem ser adotadas para receber navios de passageiros em Paranaguá. “Estamos estudando algumas possibilidades e existe uma ideia que é construir um receptivo turístico fora da área portuária, de carga e descarga. Isso poderia ser feito na Ilha das Cobras, por exemplo, com as escunas saindo para Ilha do Mel, Ilha das Peças, Superagui, Guaraqueçaba, ou visitar Paranaguá e outras cidades próximas”, disse.

De acordo com o diretor empresarial dos portos paranaenses, André Pioli, as empresas que operam com este tipo de navio já foram contatadas e participam das conversas sobre o tema. “As tratativas iniciais já acontecem e eles nos lançaram o desafio de preparar a região para receber os turistas, que querem conhecer nosso Litoral”, afirmou.

Meio Ambiente

Além do potencial turístico, o secretário conheceu algumas ações voltadas ao cuidado ambiental. Atualmente, o Porto de Paranaguá ocupa o primeiro lugar no ranking nacional de desempenho ambiental e realiza 17 programas de monitoramento, incluindo qualidade da água, pesca, avifauna, emissão de fumaça, entre outros.

“Normalmente uma operação portuária é agressiva ao meio ambiente, mas temos no Paraná um nível elevado de desenvolvimento sustentável, controle e qualidade ambiental, reconhecido pela Agencia Nacional de Transportes Aquaviários”, explicou o diretor-presidente dos Portos do Paraná, Luiz Fernando Garcia.

Durante a visita, o grupo conheceu o Centro de Proteção Ambiental das Baias de Paranaguá e Antonina (CPA). A estrutura, dentro do cais, é a primeira base do Brasil localizada em porto público e integra o atendimento à fauna petrolizada com o atendimento a emergências ambientais envolvendo derramamentos químicos e de óleo.

Colaboração Agência Estadual de Notícias

Grupo do Massa News no WhatsApp

Receba as principais notícias do dia direto no seu celular.

  Entrar no grupo