5 coisas que você não sabia sobre implantes dentários

Os implantes dentários são, hoje, a melhor aposta para repor dentes perdidos. Isso porque eles se assemelham muito aos dentes naturais não somente na estética, mas também nos aspectos funcionais. “Os implantes restituem a função mastigatória em sua integralidade e demandam os mesmos cuidados de higienização dos dentes naturais, tendo alta durabilidade e trazendo praticidade à rotina do paciente”, diz o Dr. Fábio Bezerra, implantodontista, PhD em Biotecnologia e diretor global de Pesquisa e Desenvolvimento (P&D) da S.I.N. Implant System. “Estes dispositivos devolvem ao paciente a autoestima e a segurança para sorrir e falar em público”, completa.

Mas as vantagens dos implantes dentários não param por aí. Se você está pensando em fazer o procedimento, vale a pena ter conhecimento sobre os 5 fatos a seguir:

1) Implantes são à prova de cáries: “Isso porque esta é uma doença exclusiva dos dentes, que ocorre devido a um processo progressivo de desmineralização dentária”, explica o Dr. Bezerra. “Como os implantes são dispositivos de titânio, não há riscos, portanto, de que sejam afetados por esta perda de minerais que leva à formação das cáries”, conclui. 

2) Colocar implantes não dói: a instalação dos implantes é sempre feita com anestesia local, que tem um efeito potente.  “Dessa forma, o paciente pode ficar seguro de que não sentirá dor na hora da colocação”, diz o especialista. “Pode surgir uma certa sensibilidade depois, que é facilmente controlada com o uso de medicações”, completa.

3) Implantes têm altíssima taxa de sucesso: este índice é de 98%. “E o melhor é que não existe limite de idade para se submeter a uma cirurgia de implante dentário e o tratamento se aplica praticamente a todos, existem poucas situações que configuram uma contraindicação”, diz o Dr. Bezerra. 

4) Implantes podem durar por toda a vida: o tratamento tem potencial para ser definitivo, desde que o paciente siga alguns cuidados básicos, como escovar os dentes após as refeições, fazer uso do fio dental e visitar o dentista com regularidade. 

5) Implantes preservam a estrutura facial: quando ocorre a perda dentária, o osso da mandíbula pode sofrer degeneração, porque ocorre uma ausência de estímulos na região.  Com o passar do tempo, os efeitos da perda de densidade óssea tornam-se visíveis, já que ocorre a flacidez facial. “Como os implantes são muito similares aos dentes naturais, quem os coloca fica livre deste processo, que pode comprometer a estética facial”, diz o especialista. Vale lembrar que as outras opções para a substituição de dentes, como dentaduras e pontes, não restauram a estimulação óssea.