Como preparar uma receita de drink que leva o mesmo nome de um álbum clássico da banda Scorpions

No dia 13 de julho de 1985, aconteceu um show simultâneo em Londres, na Inglaterra, e na Filadélfia, nos Estados Unidos. Batizado de Live Aid, o objetivo do evento era conscientizar a população mundial sobre a pobreza e a fome na Etiópia. O show teve a participação de grandes nomes consagrados do rock, como a banda U2, Queen, Scorpions, David Bowie, Rolling Stones e Paul McCartney. O cantor e baterista Phil Collins também participou do Live Aid, e ficou tão impressionado com o evento que sugeriu que o dia 13 de julho deveria ser lembrado como o Dia Mundial do Rock.

O estilo musical surgiu no final da década de 40, e foi o resultado de uma mistura de três gêneros musicais: Jazz, Country e Blues. O rock se tornou tão popular que foi conquistando uma legião de fãs ao redor do mundo, sendo que o estilo se mantém até hoje nas paradas musicais. Apesar do pedido do Phil Collins ter sido feito em 1985, o desejo do cantor só foi acatado no Brasil em 1990, quando duas rádios paulistas promoveram uma campanha pedindo que o dia 13 de junho fosse oficializado como o Dia do Rock.

Sendo assim, a data se consagrou no país e conta com diversas celebrações ao redor do Brasil, desde programações especiais em rádios, playlists criadas em plataformas digitais feitas especialmente para o dia do rock, shows em locais memoráveis como a Galeria do Rock, em São Paulo, e em outras casas de eventos. Existem também outras formas de comemorar esse dia mantendo o espírito autêntico e criativo que consagrou o rock. Uma dessas formas é brindando com um drink, que possui uma forte ligação com a história do rock.

“Seja nos grandes festivais de rock onde são comercializadas diversas bebidas, nos camarins onde os músicos aproveitam antes e depois do show para relaxar saboreando suas bebidas favoritas ou até mesmo bandas que criam parcerias com marcas de destilados e lançam produtos licenciados, o rock e o universo das bebidas sempre estiveram unidos” afirma Rafael Belo, bartender parceiro da Kalvelage. O rock também invadiu o universo da coquetelaria, e atualmente é possível encontrar em diversos estabelecimentos opções de drinks batizados com nomes de bandas ou músicas consagradas de artistas do gênero.

Belo inclusive criou um drink batizado de Blackout. Esse também é o nome de um clássico álbum da banda Scorpions, banda alemã fundada em 1965. Batizado de Blackout, o álbum foi lançado em 1982 e já vendeu mais de um milhão e 200 mil cópias só nos Estados Unidos, Canadá e França. Para quem quer comemorar o Dia do Rock brindando, o bartender explica o passo a passo do drink Blackout, confira:

Blackout

Ingredientes

  • 50 ml de Vodka OAK
  • 50 ml de licor de café
  • Três pedras de gelo
  • Uma casca de limão siciliano
  • 10 ml de xarope de açúcar
  • Espuma de baunilha
  • Café solúvel

Modo de preparo espuma de baunilha

Ingredientes

  • 60 ml de xarope de baunilha
  • 200 ml de preparado para chantilly
  • 1 colher (sopa) de emulsificante de sorvete

Modo de preparo espuma

Coloque os ingredientes em um sifão de chantily. Adicione o CO2, feche o sifão e agite bastante. Deixe na geladeira por duas horas. Toda vez que for usar o sifão, é necessário agitá-lo.

Modo de preparo drink

Em uma caneca irish coffee coloque a dose de OAK, o licor de café, o xarope de açúcar, o gelo e a casca de limão siciliano. Mexa com a colher bailarina. Em seguida, coloque a espuma de baunilha fazendo movimento em caracol, e por último, polvilhe com café solúvel.Aproveite e faça tudo isso ao som da nossa playlist https://open.spotify.com/playlist/75WdIDBc5m8ezuXuYCCjz8?si=a5b569d232874c1d&nd=1