Confira 3 alternativas ao Telegram e não fique na mão em novas suspensões

Não é novidade no Brasil o bloqueio de aplicativos de comunicação entre pessoas. O WhatsApp mesmo já sofreu suspensão por decisão judicial em 2015 e 2016, e recentemente o ministro do Supremo Tribunal Federal (STF) Alexandre de Moraes determinou o bloqueio do Telegram.

Longe das questões políticas e legais, o fato é que muita gente usa o Telegram como ferramenta de trabalho, isso porque a plataforma é mais flexível principalmente na criação de grupos, permitindo diversos usos: desde professores que vendem aulas pela internet até profissionais liberais que mantém seus clientes informados sobre determinados assuntos. E há também quem prefira usar a plataforma por uma preferência pessoal em relação ao WhatsApp.

Mas não é preciso se desesperar em ficar sem opções e dá sim para ter um plano alternativo até que a sua ferramenta favorita retorne.

Signal

A que tem sido mais escolhida em relação ao Telegram é o aplicativo Signal, criado e mantido por uma fundação nos Estados Unidos com o conceito de software livre e foco na privacidade ? Este último item é o seu principal diferencial.

ICQ

Os mais saudosistas podem optar por um dos primeiros comunicadores digitais, trata-se do ICQ, que por incrível que pareça existe até hoje e tem novas funcionalidades interessantes como a possibilidade de fazer uma chamada em vídeo com até 50 pessoas.

Na hora de compor os grupos ele tem recursos parecidos com o Telegram: dá para adicionar até 25 mil integrantes que não podem ver os números de celular dos outros participantes e até criar enquetes.

Discord

Agora se você quiser dar o próximo passo nesse tipo de comunicação e ampliar as possibilidades de uso, a minha dica é o Discord. A ferramenta inicialmente era usada por gamers, mas cada vez mais tem ganhado o gosto de diversos tipos de usuários.

Trata-se de um aplicativo que permite a comunicação por voz entre usuários, mas também permite criar canais de conteúdo distintos em que podem ser disponibilizados documentos, fotos, vídeos e chats em texto organizados por temas.

Também tem ferramentas de moderação e gestão dos usuários de cada grupo. O único senão é que demora um tempo até entender o funcionamento da ferramenta, o que acaba deixando o seu uso um pouco mais complicado no começo. Mas provavelmente uma das mais completas alternativas ao Telegram para gestão de comunidades.

É claro que o melhor cenário é que você possa usar a ferramenta que quiser, mas ter uma alternativa na manga não deixa você na mão em situações adversas, e não custa nada, uma vez que todas as alternativas apresentadas são gratuitas.
Informações do portal SBT News.