Conheça a Casa de acolhimento Corina Portugal

A casa de acolhimento Corina Portugal funciona em um local sigiloso e há quase 10 anos, atende mulheres com medidas protetivas contra os maridos ou ex-companheiros, e que não têm para onde ir

Em 2020, a casa acolheu 54 pessoas, sendo 25 mulheres vítimas de violência e 29 crianças, filhos e filhas dessas mulheres. Em 2019, foram 127 pessoas, sendo 41 mulheres e 86 crianças. Em média, foram quase três acolhimentos por mês, um índice considerado alto pela fundação municipal de assistência social. Neste ano, até agora, a casa Corina Portugal está sem nenhuma mulher acolhida, mas isso deixa as autoridades em alerta, isso porque o fato de nenhuma mulher estar na instituição, não significa que a violência não esteja acontecendo, mas sim, que a violência não está sendo denunciada.

Veja mais detalhes na reportagem completa do Destaque Ponta Grossa e região desta quarta-feira (17):