Diminuição da saliva pode provocar mau hálito

Cuidar da boca, dos dentes, da gengiva e da língua além de serem medidas básicas de saúde favorecem o bem-estar e a autoestima. Afinal, ficar satisfeito com a própria aparência e com o hálito sempre fresco traz tranquilidade e afasta o receio de se relacionar com o próximo. Mas e quando o corpo começa dar sinais de que algo não vai bem? Quando o assunto é saúde bucal, um dos problemas mais comuns entre os brasileiros é a boca seca, que pode favorecer o surgimento do Mau Hálito e de outros problemas bucais.

De acordo com pesquisa da Associação Brasileira de Halitose, 30% da população brasileira pode, em algum momento da sua vida, apresentar Halitose. A Dra. Cláudia Gobor, especialista em halitose pelo MEC, explica a importância da saliva para a saúde bucal. “A falta de saliva ou doença da boca seca, como é conhecida, pode causar diversos problemas bucais como aumento de cáries, doenças gengivais, descamação de mucosas, além do mau hálito”, afirma.

Dra. Cláudia explica ainda que o aumento da saburralingual pode advir da diminuição da saliva e por consequência trazer o aparecimento do mau hálito, sendo que pode ser mais comum em idosos: “Após os 60 anos, a ingestão de medicamentos costuma ser maior, e alguns desses medicamentos trazem como efeito colateral essa redução salivar, então precisamos ficar atentos”.

Portanto, se perceber qualquer alteração nesse sentido, procure um profissional capacitado em diagnosticar e tratar corretamente a alteração de hálito para que a pessoa tenha uma qualidade de vida boa e uma saúde bucal melhor ainda.