Exercícios físicos sem orientação profissional podem causar lesões corporais

Para o início da prática de exercícios físicos é importante que o corpo seja `’realinhado” à medida que a rotina de exercícios é iniciada ou retomada. A pandemia da COVID-19 trouxe uma nova realidade: as pessoas começaram a se exercitar em casa, sem as devidas orientações.

“É comum que a prática de qualquer modalidade de exercício traga lesões e dores, mesmo que se tomem precauções e não se cometam excessos, pois o corpo está em constante adaptação”, afirma o terapeuta da Higia Clinic, Joetsu Narita.

No consultório, Narita registrou aumento de 50% nos atendimentos de pacientes com lesões corporais, relacionadas à prática de exercícios físicos. O terapeuta realiza o seitai, técnica japonesa criada para tratar problemas ósseos e musculares. “O seitai busca tratar não apenas a “dor ou a lesão” depois que ela ocorre ou está consolidada, mas pode e deve ser usado de forma preventiva, pois beneficia toda a estrutura óssea, nervosa e muscular”, explica.

É inevitável que lesões e dores ocorram na prática de exercícios físicos e podem ser causadas por desnivelamento na coluna, bacia e outros ossos causando compressão, e consequentemente oxidação e inflamações nos tecidos e tendões. “A terapia seitai reúne técnicas manuais e acupuntura para equilibrar a estrutura óssea, músculos, tendões e ligamentos do paciente para que a circulação sanguínea e a comunicação neural dos órgãos fluam de maneira saudável e correta, tornando a prática de exercícios mais segura e prazerosa”, completa.

Ele afirma que antes de iniciar uma atividade física, é preciso fazer uma avaliação geral da saúde, e procurar um profissional que faça uma avaliação física para a prática, independente da modalidade. “A técnica também é utilizada no tratamento de dores crônicas, tendinites, bursites, artrite reumatóide, dores no ciático, constipação, ansiedade, stress, compulsões, fibromialgia, depressão, dentre outras”, finaliza.

Informações da assessoria de imprensa