Home office: como a modalidade de trabalho tem estreitado laços entre pais e filhos

Conciliar a paternidade com a vida profissional pode ser difícil em ambientes de trabalho que seguem o regime presencial. Por conta da jornada de trabalho, muitos pais encontram dificuldades em compartilhar momentos com seus filhos no decorrer da semana. Entretanto, há empresas que possuem uma cultura de trabalho voltada à performance dos colaboradores, permitindo horários flexíveis como é o caso da eNotas, única solução tecnológica do mercado que automatiza 100% do fluxo de emissão de NF-e em qualquer cidade do Brasil.

Essa cultura de trabalho foi um dos fatores que pesou para que Elton Santos Bonifácio Leite, pai do Bernardo (4 anos) e da Izabela (2 anos), aceitasse a proposta de trocar o antigo emprego por um cargo na startup mineira. “A minha experiência era com empresas tradicionais que tinham o foco em horário acima da produtividade. Precisava bater ponto e, por conta disso, muitas vezes tinha que deixar meu filho com minha sogra”, comenta Elton, que atualmente está no cargo de Gerente de Relacionamento com Cliente na empresa.

Mesmo antes de aderir o modelo remoto na eNotas, Elton conta que o RH da empresa sempre se atentou à importância do tempo que o pai passava com os filhos. “O RH disse que se eu precisasse ficar mais tempo trabalhando, não haveria problema de levá-lo [Bernardo] para ficar jogando videogame na empresa”, conta o Gerente que em outra ocasião precisou acompanhar sua filha enquanto ela estava internada e foi compreendido pelo seu chefe. “Não me pediram nem o atestado nessa ocasião”, aponta.

Tais cuidados também são reforçados por Eduardo Camilo Silva Brescia, pai da Ana Clara (1 ano) e Supervisor de Onboarding da eNotas. Ele conta que sempre teve liberdade para passar tempo com sua filha. “Minha filha tem quase o tempo que tenho de empresa. Um ano e seis meses, e eu consegui acompanhar todas as consultas dela no pediatra”, relata Eduardo, que destaca os benefícios de poder trabalhar com a presença da filha. “Ela já apareceu durante reuniões e a equipe lidou com isso de forma tranquila”. 

Situações como a citada por Eduardo são comuns no dia a dia da empresa. Diferente da percepção que algumas pessoas possuem sobre a presença dos filhos durante o trabalho, o Supervisor de Onboarding acredita que não é algo problemático, seja para mães ou pais. “Vejo de forma bastante positiva estar em casa ao lado da minha filha. Em nenhum momento me senti constrangido”, conclui.

Para o CEO da eNotas, Christophe Trevisani, a cultura de trabalho da empresa é essencial para permitir com que os pais possam passar tempo com seus filhos. “Muitos de nossos colaboradores possuem filhos e precisamos, como empresa, implementar métodos de trabalho para que o contato entre pai e filho seja preservado. Isso faz bem para o negócio e busca humanizar nossos processos”, comenta o executivo.

Com atendimento a empresas de diversos tamanhos e segmentos, a startup mineira tem como propósito oferecer mais liberdade a todas as companhias que querem focar exclusivamente em seus negócios enquanto a eNotas cuida da emissão de notas fiscais. A empresa tem conquistado notoriedade no mercado com uma solução que integra o processo de emissão das NF-e com Prefeituras e Secretarias da Fazenda, disponibilizando três produtos para diferentes tipos de clientes: “eNotas Emissor”, “eNotas Gateway – Emissão” e “e-Notas Gateway – Consulta”.