Mitos e verdades: saiba mais sobre a instalação de energia solar

A crise hídrica e o alto custo da energia elétrica têm impulsionado o crescimento de energia fotovoltaica no Brasil. De acordo com a  Associação Brasileira de Energia Solar Fotovoltaica (Absolar), em 2021,  a geração de energia solar cresceu em 120% e desde 2012 a fonte fotovoltaica já trouxe ao Brasil mais de R$ 66,3 bilhões em novos investimentos, R$ 17,1 bilhões em arrecadação aos cofres públicos e gerou mais de 390 mil empregos. No ano passado, o Brasil esteve entre os mercados líderes de energia fotovoltaica no mundo.

“Embora a energia solar tenha tido um crescimento exponencial no país, ainda existem muitas dúvidas em relação ao tema. Quando iniciamos, em 2015, poucas pessoas sabiam como funcionava a energia solar. Hoje em dia muitos já sabem, mas ainda existem muitos mitos sobre o assunto”, comenta Crhistian Sandri, CEO da Projeto Solar, empresa que estrutura projetos de energia fotovoltaica para empresas e residências.

Confira abaixo mitos e verdades que o empresário destaca sobre a energia fotovoltaica.

Energia solar é um investimento de longo prazo

Verdade. Esse investimento tem um retorno em média entre três e cinco anos. Se considerarmos a vida útil mínima de um painel solar, após recuperar o capital investido, o sistema de energia fotovoltaica irá oferecer, no mínimo, 20 anos de economia na conta de luz.

Painéis solares são frágeis

Mito. Os painéis solares ficam na parte externa das construções e já foram projetados para serem resistentes, suportando diferentes condições de clima, incluindo também aquelas mais agressivas, como chuvas e granizos.

Os painéis solares não geram energia durante a noite

Verdade (por enquanto). Devido a ausência do sol, as placas solares não geram energia no período noturno, porém, você também irá ter energia nesse horário. Durante o dia, as placas captam a radiação solar e enviam a energia excedente para a rede da distribuidora que registra isso na forma de créditos, podendo ser abatido em qualquer horário.

Após a instalação dos painéis solares é possível não pagar mais conta de luz

Mito. É possível ter uma redução de até 95% em sua conta de luz, mas ainda serão cobradas tarifas, como taxa de disponibilidade das distribuidoras que o mantém conectado e também de iluminação pública.

Energia Solar é limpa

Verdade. A energia solar é uma fonte de energia limpa. Ela não utiliza qualquer tipo de combustível fóssil ou gás poluente. Essa é uma das fontes de energias renováveis mais sustentáveis. Por meio dela, o meio ambiente está protegido da agressividade que outros métodos de geração de energia possuem, como o alagamento de grandes áreas ou desvio de rios para a construção de hidrelétricas, por exemplo.

É possível aquecer a água com energia solar

Mito. Existe uma diferença entre os módulos fotovoltaicos e o painel para aquecimento solar. Enquanto o primeiro tem o objetivo de gerar eletricidade por meio da energia solar, o segundo prioriza a utilização do calor para aquecer a água. Logicamente, é possível você gerar energia para ligar um dispositivo que aquece a água. Mesmo assim, a utilização do módulo fotovoltaico ainda seria destinada para a geração de energia.

Sistemas de energia solar não podem ser retirados e geram ruídos

Mito. Diferente dos geradores baseados em energia eólica ou pela queima de combustíveis fósseis, os painéis solares são silenciosos, pois não geram energia de forma mecânica, e sim por fotoemissão, um processo totalmente silencioso que acontece no interior de cada célula fotovoltaica. Além disso, eles podem ser retirados sem problemas. Em caso  de mudança, eles podem ser levados ao novo local sem grandes obstáculos.

Quem instala energia solar prejudica quem não tem condições de instalar o sistema

Mentira. Imaginemos uma situação de exemplo onde temos uma hidrelétrica que gera 500 kWh mês ao custo de R$ 1,00 o kWh. Na minha casa eu gasto 300 kWh mês ao custo de R$ 300,00 e você gasta 200 kwh ao custo de R$ 200,00. Entramos em uma época de escassez hídrica, onde a geração daquela hidrelétrica reduziu de 500 para 300 kwh. O governo tem que acionar usinas termelétricas que queimam carvão ou diesel que além de muito poluentes tem um custo muito maior, como exemplo vamos considerar que gera 200 kWH a R$ 2,00 o kWh para atender ao nosso consumo. Temos então a hidrelétrica gerando 300 kWH a R$ 1,00 que da R$ 300,00 e a termelétrica gerando 200 kWh a R$ 2,00 que da R$ 400.00. Se dividir os R$ 700,00 pelos 500 kWh gerados temos o custo de R$ 1,40 por kWh. A minha fatura que era R$ 300 passou para R$ 420 e o seu que era de 200 passou para R$ 280. Mas ai eu invisto em um sistema de energia solar que vai reduzir meu consumo de 300 para 100 kWh. Desta forma a hidrelétrica sozinha atende a todo o nosso consumo e o governo não precisa acionar as termelétricas, trazendo o custo do kWh de volta para R$ 1,00 o kWh e reduzindo a sua fatura de R$ 280 para R$ 200. Então mesmo quem não investiu no sistema é beneficiado por quem fez a instalação.

Com a taxação da energia solar não vai valer mais a pena instalar painéis solares

Mito. No dia 06 de Janeiro deste ano foi aprovada a Lei 14.300 (antiga PL 5829) que definiu que a partir de 2023 as novas instalações deverão remunerar o uso da rede da concessionária local. Porém o custo dessa “taxa” por assim é um pouco complexo e confunde as pessoas. Vamos supor que o custo da energia elétrica esta em R$ 1,00 o kWh. Desse valor, mais ou menos 28% é o que chamamos de Fio B, ou seja, o custo do cabeamento de baixa tensão que leva a energia até nós. A taxa começará em em 2023 com 15% do custo desse fio B, ou seja, algo por volta de 4,2% do valor da energia, em 2024 vai para 30% do fio B que dá algo por volta de 8,4% e assim sucessivamente até em 2029 estar no total do fio B de 28% da energia. Porém de 2011 a 2021 o custo da energia aumentou 103,04% no Brasil, uma média de 9,37% ao ano e esse aumento deve ser ainda maior nos próximos anos, então mesmo arcando com o a taxa de uso da rede quem instalar o seu sistema de energia solar vai ter uma economia maior a cada ano. Além disso, todos que instalarem o seu sistema ainda este ano terão isenção dessas taxas até o final de 2045. Então esse é o melhor momento para instalar o seu sistema.