No Bicentenário da Independência, livro detalha como o Brasil deixou de ser colônia

Celebrado em 2022, o Bicentenário da Independência do Brasil incita comemorações e também o resgate histórico do processo de separação de Portugal. Neste sentido, a editora Almedina Brasil lança E Deixou de Ser Colônia, obra coletiva organizada pelo historiador João Paulo Pimenta.

A novidade reúne artigos assinados por doutores em história e oferece uma síntese factual com enfoque analítico rigoroso sobre os acontecimentos que levaram à independência e suas consequências. Este trabalho, porém, é feito de forma fluída e educativa sem deixar de cativar o leitor.

Foto: Divulgação

Dentre os temas abordados no livro estão a crise do Antigo Regime, a relação entre os povos indígenas e o processo de independência, a situação dos negros escravizados no Brasil Império, a receptividade da imprensa para as pautas republicanas e outros tópicos importantes para contextualizar as particularidades da época.

O organizador da obra, João Paulo Pimenta, é doutor em História e professor do Departamento de História da USP desde 2004. É, ainda, especialista na História do Brasil e da América dos séculos XVIII e XIX e nos processos de independência e construção dos estados nacionais americanos.

E deixou de ser colônia é leitura indicada para estudantes, historiadores e apaixonados pelo tema. O livro representa uma oportunidade de profunda reflexão sobre um marco histórico que influenciou transformações econômicas, sociais e repercute até hoje na realidade do país.

Livro: E deixou de ser colônia

Organizador: João Paulo Pimenta

Editora: Almedina Brasil

ISBN: 978856293887

Páginas: 422

Formato: 23.00cm x 16.00cm

Preço: R$ 119,20

Onde encontrar: Almedina Brasil | Amazon