Programa de castração chega ao município de Mariluz

Entre os dias 23 e 26 de janeiro, o município de Mariluz, região metropolitana de Umuarama, recebe o Programa Permanente de Castração de Cães e Gatos. Desde 2019, a ação, que é uma iniciativa da Secretaria de Estado do Desenvolvimento Sustentável e do Turismo (Sedest), já esteve em 35 municípios paranaenses e esterilizou mais de onze mil animais.

O objetivo do Programa é controlar o aumento populacional dos animais e conter a proliferação de doenças, como as zoonoses, entre os animais domésticos.

O prefeito de Mariluz, Paulo Armando da Silva Alves, ressaltou que, muitas vezes, os donos dos animais não têm como arcar com o sustento das ninhadas e acabam abandonando os bichos nas ruas. O abandono pode causar diversos problemas, como doenças de pele, câncer e até mesmo, novas procriações. Por isso, a castração é importante.

“É um problema de saúde pública. O Programa de Castração vai nos dar o suporte necessário nessa demanda. Márcio Nunes é um grande parceiro dos municípios do Interior. E nessa pandemia, a situação de cães e gatos abandonados agravou. A castração é a única forma de conter o aumento da população de animais nas ruas para podermos cuidar da saúde dos nossos pets e seus tutores”, afirmou o prefeito.

Mariluz

Tutores de cães e gatos de Mariluz já podem procurar a Secretaria Municipal de Agricultura e Meio Ambiente, na Prefeitura, para fazer o cadastro e receber orientações sobre os cuidados pré-operatórios, como jejum e condição clínica do animal. As informações sobre a ação estão sendo veiculadas na rádio comunitária local, redes sociais e serviço de carro de som.

“Estamos fazendo um apelo para que o cidadão procure a Prefeitura, faça o cadastro, antecipadamente, e receba as informações sobre o procedimento”, disse o chefe regional do Instituto Água e terra (IAT), Felipe Furquin, que acompanha a ação nos municípios de sua jurisdição.

A castração acontecerá no Estádio Municipal Azarias Diniz, Rua Jeremias Gonçalves Rocha S/N – Centro. O chefe de Meio Ambiente do Município, Charles de Almeida, informou que, devido ao cenário da Covid-19, os horários estão sendo agendados para evitar aglomeração de pessoas no local.

Para maiores informações e cadastro, os interessados devem procurar a Secretaria Municipal de Agricultura e Meio Ambiente, que fica no fundo da Prefeitura ou ligar no número (44) 3534-8000.

Municípios que estão no Programa

Após Mariluz, o Programa irá para os municípios de Capanema (29/01 a 01/02), Santo Antônio do Sudoeste (04 a 06/02), Santa Izabel do Ivaí (08 a 12/02), Maria Helena (14 a 17/02), Cruzeiro do Oeste (19 a 23/02) e Tapejara (26/02 a 04/03).

Veja abaixo a relação de municípios contemplados nesse primeiro ciclo:

Mariluz (385), Foz do Iguaçu (553), Campo Mourão (553), Corumbataí do Sul (316), Luiziana (379), Araruna (190), Engenheiro Beltrão (379), Alto Paraná (184), Paranavaí (553), Cambira (151), Jandaia do Sul (166), Apucarana (277), Sarandi (277), Maringá (277), Mamborê (379), Quarto Centenário (505), Janiópolis (316), Peabiru (553), Terra Boa (631), Flórida (139), Borrazópolis (360), Bituruna (56), Capanema (166), Colombo (360), Imbituva (111), Itaperuçu (553), Matelândia (139), Pinhais (553), Piraquara (277), Santo Antônio do Sudoeste (139), São José dos Pinhais (553), São Miguel do Iguaçu (719), Alto Paraíso (231), Alto Piquiri (385), Altônia (308), Cruzeiro do Oeste (231), Esperança Nova (154), Guaíra (462), Icaraíma (308), Iporã (308), Maria Helena (231), Perobal (231), Pérola (385), Santa Isabel do Ivaí (231) e Tapejara (462).

Colaboração AEN