Pilates pode auxiliar na melhora da qualidade do sono de pessoas que sofrem com insônia

De acordo com os dados da Organização Mundial da Saúde (OMS), cerca de 40% da população sofre com algum grau de insônia (ou seja, quase metade dela). O distúrbio do sono pode ser considerado agudo, isto é, composto por crises de curta duração, quando a pessoa passa alguns dias (ou poucas semanas) com dificuldade para dormir.

A insônia aguda costuma ser causada por algum problema que a pessoa está passando no momento, ansiedade, estresse ou, até mesmo, luto. Além da insônia aguda, há também a insônia intermitente, que costuma ocorrer sazonalmente, ou seja, de tempos em tempos. Por último, há a insônia crônica, que permanece por longos períodos, tendendo a não passar.

A insônia no Brasil

No Brasil, de acordo com a Associação Brasileira do Sono (ABS), até 73 milhões de pessoas sofrem com problemas para dormir. Além disso, cerca de 40% de toda a população terá insônia ao longo da vida.

O problema é mais sério do que parece, podendo causar muito estresse, irritabilidade, depressão, fadiga, além de aumento do risco de doença cardiovascular, dislipidemia (altos índices de gordura no sangue) e hipertensão. Em quadros crônicos, o paciente pode chegar a sofrer acidentes domésticos, no trânsito ou no trabalho.

As principais causas de insônia

Entre as principais causas de insônia, é possível citar problemas de fundo emocional (como depressão e ansiedade); abstinência medicamentosa ou de outras substâncias químicas; uso de substâncias estimulantes, como nicotina e cafeína; estresse; mudança de fuso horário; ambiente impróprio para um sono restaurador (barulhento ou iluminado); e não criar uma rotina de sono que respeite o mesmo horário todos os dias.

O Pilates e a qualidade do sono

O método Pilates tem eficiência comprovada quando o assunto é insônia. Se, por um lado, a insônia pode ser vista como um distúrbio, por outro, o Pilates visa promover o equilíbrio físico e mental por meio de técnicas e princípios, levando à sensação de relaxamento, bem-estar, tranquilidade e consciência corporal.

O Pilates também é considerado um exercício físico que preza o fortalecimento do corpo por meio de sobrecarga, que é aumentada aos poucos, de forma a respeitar os limites de cada um, levando o corpo a produzir substâncias que diminuem a ansiedade e o estresse.

É muito importante salientar que até mesmo os exercícios respiratórios orientados por fisioterapeutas especializados em Pilates ajudam no tratamento da insônia, uma vez que melhoram o funcionamento da região do diafragma, além de tornar a respiração mais completa e profunda, melhorando a condição energética e diminuindo tensões musculares.

Informações da assessoria de imprensa.