Profissionais de educação física buscam reconhecimento das atividades físicas como essenciais

Os profissionais de educação física de Ponta Grossa formam a liga desportiva em busca de representatividade para reivindicar direitos do setor

O primeiro objetivo da liga é pleitear a aprovação do projeto de lei municipal nº 022/2021, que reconhece a prática de atividades e exercícios físicos como essenciais para a população em momentos de crise, como a pandemia. O projeto prevê a liberação de atividades em espaços públicos e em estabelecimentos prestadores de serviços destinados a essa finalidade, respeitando as normas de segurança dos órgãos de saúde. O abaixo-assinado promovido pela liga dos profissionais de ed. Física para aprovação da lei já conta com mais de 3.1 mil assinaturas de apoiadores.

O setor é reconhecido como segmento da área da saúde pela constituição federal, no entanto, é o único não reconhecido como essencial durante a pandemia em ponta grossa. “nós atuamos na área da saúde preventiva, colaborando não só na prevenção e tratamento de doenças crônicas, como também colaboramos para que os acometidos pela covid-19 não venham a ter sintomas graves da doença”, explica Vitor Hugo Borin oliveira, representante da liga e professor de educação física.

Cidades como Curitiba, Maringá, União da Vitória e Imbituva aprovaram recentemente projetos de lei que reconhecem a prática de atividades e exercícios físicos como essenciais durante a pandemia. As iniciativas permitem a prática de atividades físicas em academias e espaços públicos desde que sigam as orientações das autoridades sanitárias. Os proponentes dos projetos reconhecem o setor como fundamental na preservação da saúde física e mental da população desses municípios.

Veja mais detalhes sobre este caso na reportagem completa do Destaque Ponta Grossa e região desta sexta-feira (26):