Projeto recruta voluntários de psicologia e fisioterapia para pacientes pós-covid

O Projeto COM.VIDA, que atende voluntariamente pacientes com sequelas pós-Covid, está recrutando profissionais de psicologia e fisioterapia, para atendimento voluntário, devido à demanda de casos e de pacientes cadastrados no projeto.

Segundo a coordenadora do projeto COM.VIDA no Paraná, a psicóloga Luciana Deutscher, hoje, as pessoas que se recuperam da Covid, sejam casos assintomáticos ou graves, 85% delas apresentam alguma sequela, seja física, neurológica ou psicológica. “Se levarmos em conta que temos mais de 14 milhões de recuperados no Brasil, 12 milhões desses apresentam alguma sequela, e desses ainda, muitos não possuem condições financeiras para arcar com o tratamento para recuperação total”, explica. Segundo a coordenadora, esse é o objetivo do Projeto, levar o atendimento e qualidade de vida àqueles que não possuem condições para a plena recuperação.

Segundo matéria publicada no site UOL, com a falta de vagas na rede pública, o brasileiro tem procurado a rede particular para internamento, e com isso as dívidas tem chegado a um nível fora do alcance financeiro das famílias. “A dívida que os pacientes e familiares contraem são referentes ao tratamento da Covid, nem imaginando ainda que tem um tratamento pós, necessário, não somente daquele que contraiu o vírus, mas também dos familiares, que são diretamente afetados na questão psicológica”, afirma Luciana.

“Precisamos pensar se o nosso país, nosso sistema de saúde está preparado para atender esses pacientes recuperados da Covid e com sequelas? Infelizmente ainda não. O Brasil ainda está lutando para que as pessoas respeitem a doença, para que tenhamos acesso a vacina em grande escala e pouco se pensa a respeito do futuro”, avalia Luciana. Recentemente começam a surgir protocolos para atendimento dos recuperados, mas ainda são poucos espalhados pelo Brasil. “Dentro do Projeto COM.VIDA desenvolvemos protocolos de atendimentos, para que nossos pacientes sejam atendidos de forma correta e eficaz, e estamos à disposição dos Governos Estaduais e Municipais, bem como de clínicas e hospitais para compartilhar nossa experiência e ajudar um número maior de famílias”, acrescenta.

Para se voluntariar no Projeto COM.VIDA, ou buscar atendimento, basta acessar o site e preencher o cadastro. No projeto é fornecido todos os atendimentos que o paciente necessita, com profissionais da psicologia, fisioterapia, medicina, enfermagem, nutrição, além de medicamentos, exames, tudo sem custos e de forma voluntária.

Informações da assessoria de imprensa.