Massa News, notícias do Paraná e do Brasil

Curitiba, PR
Clima
24ºC
Massa News, notícias do Paraná e do Brasil

Período chuvoso aumenta população de pragas urbanas

Redação

Redação

Dias mais longos e calor praticamente o tempo inteiro. O verão é uma época do ano bastante aguardada pelos brasileiros que desejam aproveitar as altas temperaturas da estação para curtir as férias. Porém, é também nesse período que o índice de chuvas aumenta e influencia diretamente no aparecimento de pragas urbanas. 

Foto: Freepik

Ratos, mosquitos, baratas e escorpiões podem ter um aumento populacional expressivo durante a estação. Além de problemas à saúde — pois carregam vírus e bactérias que transmitem doenças —, eles também trazem prejuízos financeiros, aumentando as despesas domésticas voltadas à proteção da residência.

Adotar medidas preventivas é a melhor alternativa para afastar insetos, artrópodes e roedores durante o verão. Segundo a Fundação Nacional de Saúde (Funasa), a população é a principal responsável pela proliferação de pragas urbanas e, por esse motivo, precisa se conscientizar sobre boas práticas para frear o aumento. 

Limpar os cômodos com frequência, descartar o lixo corretamente, vedar vãos e frestas, remover recipientes que acumulam água e solicitar o serviço de uma dedetizadora são medidas que ajudam a manter um imóvel livre desses animais.

Ratos

São pragas urbanas que aparecem periodicamente durante o verão. O maior volume de chuva provoca um aumento de água na rede de esgoto, forçando o deslocamento desses roedores para outros locais. 

De acordo com o Ministério da Saúde, a presença dos ratos aumenta os riscos de transmissão de leptospirose, doença que pode causar febre, dores musculares, náuseas e até levar a óbito.

Conforme explica o Manual de Controle Integrado de Pragas, elaborado pelo Sistema Único de Saúde (SUS), alimento, água e abrigo são o que essas pragas buscam antes de promover uma infestação. Eliminar esses fatores — que muitas vezes são propiciados pela população — ajuda a mantê-las longe de casa durante o ano inteiro.

Outras medidas citadas no Manual:

  • manter as instalações hidráulicas e redes de esgoto em funcionamento;
  • proteger vãos que possam facilitar a entrada desses animais;
  • manter o lixo vedado e em locais próximos à coleta;
  • armazenar alimentos em recipientes fechados;
  • manter a grama devidamente aparada;
  • evitar o acúmulo de entulhos.

Além disso, o documento também orienta que utilizar ratoeiras e buscar por empresa de desratização podem ajudar a controlar a presença dos ratos dentro da residência.  

Mosquitos

Nessa época do ano, o Aedes aegypti é uma espécie que pode provocar grandes surtos de doença na sociedade. Uma das patologias transmitidas por esse inseto é a dengue, enfermidade que, de acordo com o Ministério da Saúde, tem como seus principais sintomas febre alta, dor nas articulações e mal-estar. 

Segundo o último Boletim Epidemiológico divulgado pelo Ministério da Saúde, a doença teve um aumento de 180,5% no número de casos em 2022 quando comparada ao ano anterior. 

O período de maior transmissão ocorre justamente no verão, pois o acúmulo de água causado pela chuva contribui para a proliferação do mosquito e, consequentemente, maior disseminação da doença. 

Uma das principais orientações fornecidas pelo Ministério da Saúde para controlar a propagação de mosquitos é o controle de todo e qualquer recipiente que possa ter acúmulo de água. Pneus, vasos de plantas, calhas e até mesmo o lixo podem ser locais propícios para a proliferação do Aedes aegypti. 

Além disso, é necessário que o cidadão esteja atento às campanhas de conscientização e prevenção. No verão, diversos agentes de endemias fazem avaliações nas residências para controlar a presença do mosquito. 

Baratas 

Responsáveis por provocar medo, nojo e repulsa em muita gente, baratas também têm um considerável aumento populacional durante dezembro e janeiro. As altas temperaturas e índices de chuva da estação fazem com que esses insetos busquem por abrigos e se proliferem de maneira mais rápida. 

Segundo o Manual elaborado pelo SUS, a Periplaneta americana, também conhecida como barata voadora ou barata de esgoto, é a mais comum no Brasil. Embora não seja causadora de nenhuma doença, ela pode disseminar esporos de fungos, bactérias e vírus por percorrer lugares contaminados. 

Para manter as baratas longe de casa, o documento aconselha a:

  • realizar a limpeza frequente dos ralos de cozinha, área de serviço e banheiro;
  • manter a higienização da residência em dia;
  • armazenar doces de forma adequada;
  • lavar periodicamente a lixeira;
  • diminuir o acúmulo de lixo;
  • remover restos de comida;
  • vedar frestas.

Além disso, o manual cita que o apoio de empresas especializadas em dedetização pode ser utilizado como método de controle desses insetos. 

Escorpiões

Assim como os roedores, os escorpiões também buscam por abrigo dentro das residências em períodos de fortes chuvas, como no verão. Somado a esse fator, a ação do homem no meio ambiente, com construções desnorteadas e o descarte inadequado de lixo, também favorece seu aparecimento nas residências.

O maior perigo é o veneno, visto que, conforme o Ministério da Saúde, todas as espécies dessa praga são venenosas. Em alguns casos, a reação é semelhante à ferroada de abelha; dependendo da vítima, também pode ser fatal.

Segundo informações divulgadas pelo Ministério da Saúde, as mortes por envenenamento de escorpião tiveram aumento de 76% nos últimos três anos. 

Predadores ativos, os escorpiões se alimentam de outros insetos, como baratas. Por esse motivo, manter o controle de todas as pragas é importante para garantir mais segurança e saúde para a população. 

As orientações fornecidas pelo manual elaborado pelo SUS são limpar adequadamente jardins, quintais e terrenos baldios, aparar a grama do jardim, manter caixas de gorduras bem vedadas, depositar os lixos em sacos bem fechados e verificar calçados e roupas antes de vesti-los. 

Entre no grupo do Massa News
e receba as principais noticias
direto no seu WhatsApp!

Compartilhe essa matéria nas redes sociais

Ative as notificações e fique por dentro das notícias

Dá o play Assista aos principais vídeos de hoje
Colunistas A opinião em forma de notícia