Pesquisa mostra importância do exercício físico para a saúde da bexiga e da próstata

Entre os diversos benefícios da atividade física, uma pesquisa recém-publicada na Physiological Reports mostra que ela também tem um efeito protetor na bexiga urinária. O estudo foi feito pelo grupo da próstata da Universidade de São Paulo (USP) em parceria com a faculdade de Educação Física da mesma instituição. Um dos pesquisadores foi o médico André Matos de Oliveira, urologista do Hospital São Vicente Curitiba.

“Estudamos o efeito do exercício físico na proteção da saúde da bexiga e da próstata em animais. Para isso, um grupo de ratos recebeu dieta normal e outro, com gordura. Eles também foram divididos entre os que só ficavam em uma gaiola e os que faziam natação pelo período de 8 semanas”, explica Oliveira.

Como resultado, foi identificado que a atividade física protegeu a saúde da bexiga e da próstata dos ratos, tanto na dieta normal como na com gordura. “Além disso, o exercício físico deixou a bexiga mais sensível à insulina, o que é um sinal positivo para a saúde. Como a insulina age no tecido vesical, os ratos que fizeram natação tiveram maior sensibilidade à insulina, e melhor função da bexiga na urodinâmica. Curioso que a dieta com gordura fez piorar a função vesical dos animais”, complementa o médico.