Próxima do fim, campanha de vacinação contra a gripe atinge 44,7% do público prioritário

Dados do Sistema de Informação do Programa Nacional de Imunizações (SIPNI), consultados na sexta-feira (2) pela Secretaria de Estado da Saúde, apontam que os municípios do Paraná aplicaram 2.057.050 vacinas contra a gripe, atingindo apenas 44,7% da população alvo estimada pelo Ministério da Saúde, de 4.479.320 paranaenses.

A campanha de vacinação contra a doença começou no dia 12 de abril e deve seguir até a próxima sexta-feira (9).

Na última semana, foi feita a abertura da vacinação contra a gripe para toda a população acima de seis meses de idade, independente de condições pré-existentes, como comorbidades, deficiências ou categorias profissionais, mas os dados sobre público geral não entra no sistema. O Ministério da Saúde destinou quase 4 milhões de vacinas para o Estado e deve enviar mais um quantitativo nos próximos dias.

“Não podemos deixar vacinas estocadas nos postos de saúde. A imunização contra a Influenza é necessária para proteger contra as Síndromes Respiratórias Agudas Graves (SRAGS) e também para auxiliar no diagnóstico da Covid-19”, disse o secretário de Estado da Saúde, Beto Preto.

Segundo ele, as equipes municipais devem realizar ações direcionadas para abranger o maior número de pessoas na campanha, também aos finais de semana e em horários alternativos.

A meta vacinal é de que ao menos 90% da população-alvo tome a vacina. Dentre os grupos prioritários convocados ao longo da campanha, apenas o indígena atingiu a meta de imunização, com 90,1% de cobertura. Em seguida, com mais de 50%, estão os grupos de crianças de seis meses a menores de seis anos, com 66,2%, puérperas (58,5%), gestantes (57,3%), trabalhadores de saúde (56,4%) e idosos (55,2%).

Informações da AEN