Queiroga nomeia cirurgiã para Secretaria de Enfrentamento à Covid-19

Por Lisandra Paraguassu

BRASÍLIA (Reuters) – O Ministério da Saúde nomeou nesta quinta-feira (17) a médica Rosana Leite de Melo para a Secretária Extraordinária de Enfrentamento à Covid-19, a vaga que seria de Luana Araújo, infectologista que foi demitida antes mesmo de ser nomeada oficialmente por divergências com a política do governo no combate à pandemia.

Cirurgiã de cabeça e pescoço, servidora federal desde 2003 e professora da Universidade Federal de Mato Grosso do Sul, Rosana Leite de Melo atuava até agora como diretora-presidente do Hospital Regional de Mato Grosso do Sul, hospital de referência no tratamento da Covid-19 em Campo Grande.

A secretaria que a cirurgiã assume agora foi criada em maio, em uma das primeiras medidas do ministro Marcelo Queiroga ao assumir o cargo. No entanto, o posto só saiu efetivamente agora do papel porque sua primeira escolhida, Luana Araújo, desagradou ao lado mais radical do governo do presidente Jair Bolsonaro.

Em seu depoimento à CPI da Covid no Senado, Luana Araújo afirmou que já estava trabalhando, mesmo sem ter sido formalmente nomeada, mas foi chamada depois de 10 dias por Queiroga para ser avisada que seu nome não tinha sido aprovado.

Dias antes, publicações e falas dela em que criticava duramente o chamado “tratamento precoce” –uso de medicamentos sem eficácia contra a Covid-19, mas defendidos por Bolsonaro– foram publicadas, levando a ataques de grupos bolsonaristas.